Capitulo 27.

Oi amores .. Isso não é miragem eu realmente estou aqui postando pra vocês e pra dizer tambem que não morri ( Mas acho que agora eu vou né , porque voces devem estar querendo matar a minha pessoa rs') Mas enfim estou de volta pra postar meninas ... Então vamos ao capitulo/????



Vou Fazer o que Tenho de Fazer.

Bosque Sagrado – Arredores de Torentio
Cavalgaram a todo velocidade por um dia inteiro, com homens os perseguindo. Felizmente Joseph conhecia melhor que ninguém as florestas pelo caminho e se embrenharam na mata, despistando os guardas de Klaus, pelo menos por um tempo. 
__O que faremos agora?__ Demetria perguntou enquanto cavalgavam__ para onde vamos?
__Para Severac__ Joseph respondeu, e antes que ela tivesse tempo de pedir explicações ele avançou mais, se distanciando.
Só pararam para descansar quando Joseph teve certeza absoluta que estavam seguros e se esconderam por detrás de algumas rochas. Como cavalgavam a um dia inteiro sem parar, Estavam muito cansados e com fome, e então Harry se ofereceu para procurar alguma comida, frutas e talvez até alguma boa caça. Joseph ficou com os outros para protegê-los caso algo acontecesse, mas se afastou um pouco, querendo ficar sozinho. Encostou-se em uma pedra qualquer e puxou a espada, ficou ali afiando a lâmina até que Demetria apareceu.
__O que quis dizer com “vamos para Severac”?__ ela perguntou__ a cidade está dominada por Klaus.
__Não está mais__ ele respondeu concentrado em sua espada__ seu pai a tomou de volta alguns dias atrás.
__Do que está falando? Meu pai fugiu do país.
__Uma mentira__ ele a lembrou__ eu disse isso várias vezes, seu pai nunca a abandonaria. Era só um truque para enganar Klaus, que funcionou muito bem por assim dizer... Klaus não pensa, é imprudente demais. 
__Quando foi isso? Como aconteceu? Como soube disso?__ ela estava confusa.
__Foi no dia que seu príncipe invadiu Murdor__ Joseph explicou__ enquanto estávamos sendo atacados, seu pai se aproveitou da situação e do fato de que não havia como enviar ajuda e tomou Severac de volta com o seu novo exercito. 
__Quer dizer que aquele ataque foi uma distração? Alex era uma isca?
__Não__ ele negou__ o seu príncipe atacou sem o consentimento do seu pai, ele não aguentou esperar mais uns dias até que Robert decidisse que estavam prontos para atacar e estragou tudo. Seu pai apenas aproveitou a situação já que não tinha mais como ajudar o Alex.
__Como sabe de tudo isso?
__As pessoas falam__ ele deu de ombros__ era o único assunto do qual falavam quando estive em Harenwall. 
Demetria não soube o que pensar... Seu pai não a tinha abandonado como ela pensara, mas por algum motivo ainda sentia-se magoada com ele, com as coisas que não lhe disse, com o tempo que a deixou esperando. E Alex... Ele ainda poderia estar vivo se tivesse sido um pouco mais paciente, se tivesse escutado, ou se talvez nem tivesse vindo se soubesse que o coração de Demetria pertencia a outro homem agora, um homem que nem queria olhá-la nos olhos, do mesmo jeito que antes ela não podia olhar nos dele. Parecia que havia uma esperança, uma luz no fim do túnel. Mas porque ela não se sentia bem com isso? Talvez fosse porque depois de tudo, não havia mais beleza alguma no mundo. Klaus tinha lhe roubado todas as cores. 
__Porque fez aquilo?__ ela perguntou num sussurro. 
__Aquilo o que?
__Porque me salvou? Porque não me deixou morrer?
A pergunta, e o tom de voz que ela usou para fazê-lo pegaram Joseph de surpresa e ele teve de erguer os olhos para fitá-la.
__Foi por isso que terminei tudo__ Demetria continuou quando ele apenas ficou lá olhando para ela__ não tinha obrigação nenhuma comigo, não tinha que salvar minha vida.
__Só porque você pôs um ponto final em tudo não significa que os meus sentimentos desapareceram__ ele respondeu irritado com aquela pergunta__ eu sei que pareço um cara frio que não se importa com nada, mas você sabe que não sou assim. Não sou de pedra, não sou vazio e desprovido de emoções, eu não podia sentar e te ver morrer.
__Mas agora sua família está em risco... Klaus vai machucá-las por minha culpa, não valia a pena.
Joseph se afastou da pedra em que estava escorado, cada vez mais zangado, e colocou a espada de volta na bainha. 
__Eu sabia dos riscos, mas tive que fazer o que era certo. Não podia deixá-la morrer... Minha família está sabe-se Deus lá onde, mas você estava na minha frente, ali e agora e eu podia salvar você, podia evitar que te machucassem, coisa que não podia fazer por elas, então fiz minha escolha. Sei que você pensa que sua vida não vale de nada, sei que se culpa por todos os inocentes que morreram, mas a culpa não foi sua Demetria... Foi minha. Foram as minhas escolhas que causaram a morte de todos eles e não você. Nem tudo gira em torno de você está ouvindo? Então pare de se culpar por tudo de ruim que acontece.

Demetria fitou o chão, sentindo os olhos se encherem de lágrimas... Joseph não queria ser grosso ou tratá-la mal, mas estava com medo do que aconteceria a sua família e se sentia culpado. Mas foram coisas que ele buscou, a culpa era só dele e de mais ninguém.
__Vou levá-los em segurança até Severac, como prometi__ ele disse agora mais calmo__ Paola e os outros também devem ficar seguros lá, é só você dizer a seu pai que eles são amigos. 
__E você?__ ela o fitou sem jeito__ não vai ficar?
__Não. Ainda tenho que salvar minha família, ou o que sobrou dela__ lhe deu as costas__ não importa se estão vivas ou mortas, uma coisa é certa... Vou fazer o que tenho de fazer.
__E o que você tem que fazer?
__Matar aquele desgraçado do Klaus.

Nada lhe traria mais prazer no mundo do que tirar a vida do homem que lhe roubara tudo. E nada o impediria de conseguir aquilo, só quem o pararia agora era a morte... Isso se pudesse pegá-lo.
__E depois que fizer isso?__ ela perguntou__ Vai para onde? Pra casa?
__Eu não tenho casa. 
__Joseph...
__Volte para junto dos outros princesa__ ele ordenou, estava calmo, mas o tom deixava claro que não queria mais conversa, tudo que ele precisava agora era ficar um pouco sozinho__ Harry já vai voltar com a comida e vai estar mais segura lá. 
A princesa assentiu relutante, entendendo que ele não queria sua companhia e saiu, voltando para junto dos outros. Joseph continuou afiando a lâmina de sua espada, imaginando que a enfiava no coração de Klaus. Era um homem amargo agora, mais do que jamais fora e só voltaria a ter alguma paz, só poderia descansar e ser boa companhia a alguém depois que cumprisse com sua tarefa, depois que cumprisse todas as suas promessas.

I’m Broken

Bosque Sagrado – Arredores de Torentio
Harry voltou um tempinho depois com algumas frutas e um coelho que conseguira matar. A ideia era comerem um pouco agora que já estavam mais descansados e então continuar o caminho até Severac, só estariam realmente seguros quando chegassem lá. Harry distribuiu as frutas e depois de limpar o coelho fez uma pequena fogueira... Carne de coelho era melhor que morrer de fome. Joseph se juntou á eles alguns minutos depois.
__Onde está Demetria?__ ele perguntou notando que a princesa não estava presente.
__Achei que estava com você__ Paola disse confusa.
Joseph olhou em volta nervoso, ela não poderia ter fugido poderia?
__Ela foi naquela direção__ Peter apontou, tinha a boca melecada por causa da carne__ ouvimos um rio aqui perto e ela disse que ia até lá ver. Eu queria ir junto, mas ela não deixou.

__Tudo bem, eu vou trazê-la de volta__ avisou__ fiquem todos aqui e juntos, se acontecer alguma coisa, gritem. Comam logo e descansem mais um pouco, assim que voltarmos vamos seguir nosso caminho.
Joseph se afastou, seguindo na direção que Peter lhe indicara e realmente pode ouvir um rio ali bem perto. Um pouco de água seria bem vinda, no meio de tanta confusão, não lembrava quando fora a ultima vez que tomara um banho descente, achava que tinha sido antes de partir para Harenwall, não tinha certeza. O rio não ficava longe de onde os outros estavam, só precisava descer uma espécie de morro com muito cuidado, pois era escorregadio por conta da lama e das plantas e logo estava lá. 
Avistou Demetria na beirada do rio, estava ajoelhada em frente à água, tinha abaixado a parte de cima do vestido, ficando descoberta até a cintura e também uma parte das pernas estava de fora. Ela chorava baixinho enquanto passava um pano molhado pelo corpo.

De longe Joseph não pode ter certeza, mas quando se aproximou viu que ela tinha muitas marcas espalhadas pelo corpo, marcas de mãos e unha, vermelhas e algumas até sangravam um pouco. Quando Klaus a trouxera a sala do Trono, achara que não a tinha machucado como fizera com Paola e Vitória, mas estava enganado... Só não tinham lhe machucado o rosto, e as marcas no corpo estavam escondidas pela roupa. 
__Demetria?__ ele chamou baixinho, se aproximando dela.
__O que faz aqui?__ ela ergueu as mãos e as pos sobre os seios, se encolhendo e tentando se esconder. 
__O que aconteceu com você?__ ele se abaixou ao lado dela__ foi Klaus que te fez isso? 
Ela não respondeu, olhou para o chão, tentando conter os soluços, fazendo força para parar de chorar. Joseph segurou gentilmente as mãos dela e as afastou do corpo, revelando seus seios. Todo o tronco estava coberto de arranhões e manchas arroxeadas. 
__Porque não me mostrou isso antes?__ ele perguntou tentando conter a raiva.
__Tínhamos coisas mais importantes com o que se preocupar__ ela respondeu sem olhá-lo__ e você não poderia ter feito nada.
__Está doendo muito?__ ele deslizou gentilmente um dos dedos por um arranhão na barriga dela.

__Vai passar__ ela puxou as mãos das dele, voltando a se proteger, se esconder. Ela estava com vergonha, não de que ele a visse nua, mas que a visse machucada daquele jeito, toda marcada e feia. E tinha medo, de que ele lhe perguntasse o que tinha acontecido e da sua reação quando soubesse. 
__Foi Klaus que te machucou?__ ele perguntou__ ou foi algum dos homens dele? Conte-me. 
__Foi... Foi depois que Vitória contou a ele sobre nós dois__ ela gaguejou, doía lembrar e falar sobre isso__ ele enlouqueceu de raiva, disse que... Que a regra número um dele tinha sido quebrada e que se você tinha desobedecido, se você tinha transado comigo, os outros soldados também tinham o direito. 
A raiva tomou conta de seu coração e de suas feições enquanto ele compreendia o que ela estava dizendo. 
__Ele me prendeu em uma sala__ ela continuou__ disse que eles poderiam fazer o que quisessem comigo, só não queria que machucassem meu rosto. Eles fizeram fila e entraram um por um, durante os dias que você ficou fora... Alguns apenas me bateram, me socaram e chutaram. Não posso reclamar, foi melhor do que... __ umas das mãos dela desceu até as pernas, puxando a barra do vestido.

Joseph se conteve para não esmurrar alguma coisa, ele tinha ficado fora por cerca de seis dias...
__Demetria, olhe pra mim__ ele pediu.
Ela não conseguia, não queria que ele a visse daquele jeito, que soubesse que o tinham lhe feito. Sentia-se suja, como se fosse uma qualquer. Quando se lembrava do que tinham lhe feito naqueles dias tinha vontade de gritar, mas em nenhum momento demonstrou fraqueza, era um luxo que não podia ter. Mas agora... Sentia que não valia grandes coisas, porque ele ainda haveria de querê-la depois de ter passado pela mão de tantos outros como um objeto?
__Demetria__ ele repetiu__ olhe pra mim.
Mesmo contra vontade ela olhou. 
__Vou fazê-los pagar por seu sofrimento, todos eles e principalmente Klaus... Eu prometo...
__Não me prometa nada__ ela sussurrou.
__Acha que não vou fazer isso? Acha que não os farei se arrepender?

__Sei que você vai__ ela concordou__, mas suas promessas não vão apagar o que aconteceu. Não vai trazer de volta as lágrimas que derramei ou desfazer a dor que senti. Eles podem morrer, mas eu vou continuar quebrada... Eu estou quebrada__ ela passou as mãos nervosamente pelo próprio corpo, como se quisesse arrancar fora a pele e por uma nova, uma que ninguém além dele tivesse tocado__ Me sinto tão... Suja e... 
Ele a envolveu nos seus braços, a puxando para um abraço. A ideia de que aqueles homens a tivessem tocado era revoltante e lhe enchia de ira, mas não era culpa dela, era culpa dele... Ele não estava lá para protegê-la, ele a pos em risco quando se deixou envolver, quando se deixou importar. Sabia que seria assim desde o inicio.
__Eles destruíram tudo__ ela choramingou__ tudo. 
__Eu vou resolver isso, eu vou concertar... Vou por tudo no lugar__ ele disse__ eu vou fazer tudo melhorar. 
__Você... Você vai embora, vai me deixar__ ela sussurrou em meio as lágrimas__ vai me abandonar como todos os outros. Porque ainda ia me querer? Você diz que não é minha culpa, mas eu sei que é... É tudo por minha causa e agora eu estou... Eles...

Ela se embolou com as próprias palavras, chorando, perdida nos braços dele. Será que algum dia voltaria a ser verdadeiramente feliz? Ele dizia que ia levá-la para casa, mas que casa? Severac não era mais sua casa, estava tudo morto e diferente... Ela também não tinha mais uma casa. Ele era sua casa, o único lugar onde ainda queria estar e ele dizia que ia embora, ia arriscar a vida para matar Klaus e depois sumiria no mundo. Ela ficaria sozinha, com nada mais que lembranças vazias. 
__Demetria__ ele a afastou e segurou o rosto dela entre suas mãos, a olhando nos olhos. Sentia-se tremendamente vazio desde que chegara a Harenwall e vira que todos os seus esforços tinham sido em vão, que tinha posto tudo a perder. Sentia irritado e com medo... Com medo do futuro e com raiva do mundo, por tudo que teve de suportar. Mas de alguma forma... De alguma forma ela conseguia fazer toda confusão e dor ser menos insuportável. Talvez fosse mais prudente se afastar, como ela mesma havia sugerido, mas talvez fosse tarde demais para isso__ Não me importa o que fizeram, não vai mudar como eu me sinto. Eu não vou abandonar você, do mesmo jeito que nunca desisti de minha família, eu não vou desistir de você e dessa vez eu não vou errar. Eu amo você. 
Demetria não acreditou no que ouvia. 
__O que você disse?
__Disse que amo você princesa__ ele repetiu sério__, mas só posso me permitir sentir isso de verdade quando tiver cumprido minha missão. Só posso ter paz depois de fazer o que tenho que fazer... Você me entende? Preciso me livrar dos meus fantasmas, dos meus pecados e dos meus erros desses dezoitos anos... Preciso terminar o que comecei, e quando eu finalmente conseguir, ai serei uma boa companhia, ai serei um homem do qual você vai se orgulhar. Sei que não posso apagar as marcas que fizeram em você, mas prometo que não permitirei que nenhuma outra seja feita. 
Demetria forçou um sorriso em meio as lágrimas, era fraco e trêmulo, mas ainda um sorriso. 
__Eu entendo__ ela sussurrou__ eu entendo você cavaleiro das sombras. 
Demetria engoliu as lágrimas, de alguma forma o ouvir dizer aquelas coisas, o ouvir dizer que a amava, tinha conseguido diminuir a dor que sentia. Se ele a amava, nada mais importava, era tudo que precisava. Chorar pelo que tinha acontecido não mudaria nada. Ele a ajudou a se vestir novamente, tomando cuidado com seus machucados e sem mais uma palavra voltaram para junto dos outros, estava na hora de continuar... Tinham que colocar um ponto final nessa história o mais rápido possível, ela não queria mais esperar. 

Fim do Capítulo

7 comentários:

  1. Ahhhhh ALELUIA.... Nossa to chorando aqui, esse foi o capitulo mais triste de todos :( mais eu querooooo mais kkkkkkkk suas historias ( todas elas) sao perfeitasssss.
    Por favor NAO DEMORA PARA POSTAR to superanciosaaqui#

    ResponderExcluir
  2. ue ja li esta hitoria e incrivelmente linda

    ResponderExcluir
  3. Uau ... esta perfeito... Estou até chorando...posta logo
    Adorei o que o Joe disse que ama a princesa... ahhhhhhhhhh
    Beijos
    Posta logo

    ResponderExcluir
  4. AHHHH ALELUIA Q POSTOU!!!!!!!!
    ficou lindo perfeito demais...vou lhe dizer q ja xorei cm mts caps e amei este inclusive!!!ahah
    posta logo(acerio logo mesmo)
    bijuuuuu

    ResponderExcluir
  5. Oie!!sou rosa!
    Eu to escrevendo uma fic e gostaria q vc lesse, e se pudesse vc poderia divulgar pra mim?http://ahistoria4ever.blogspot.jp/2011/12/my-secrets-cap1.html

    xoxo

    ResponderExcluir
  6. F.I.N.A.L.M.E.N.T.E ......vc tem rasão EU QUERO TE MATAR ...eu quase morro de curiosidade criatura....Veii o joe dizendo que ama a Demi <333 :') mucho Liindo *__* ...... Cap.PERFEITO
    POOOSTAA LOGOOO
    PS: olha é logo mesmo ta?
    Beijemi
    By:Milly s2

    ResponderExcluir
  7. que bom que sabe que ta ameaçada de morte
    menina que tristeza é essa nesse capitulo? eu li ele na aula de historia vc queria que eu chorasse no meio da aula?
    perfeito d++++++
    posta logo nao me mata do coraçao com essa demora

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*