Capitulo 21. MATARONA


Esses Sentimentos.

Reino de Murdor
Demetria terminou de se arrumar e parou um minuto para se analisar e ver se não havia nada faltando. O vestido verde de tecido fino, decote e uma longa abertura nas costas, que revelava boa parte do corpo. Jóias, colar, brincos e pulseiras. O cabelo arrumado numa bela trança... O Rei era exigente e gostava que ela estivesse bem arrumada toda vez que fosse encontrá-lo. 
__Está pronta querida?__ Paola perguntou da porta.
Certificou-se que o vidrinho de sonífero estava com ela, então virou-se e forçou um sorriso a amiga.
__Estou pronta__ concordou. 
__Que bom, pois Joseph já está lá em baixo a sua espera__ ela disse.
O sorriso forçado, sem querer tornou-se autentico e o coração da princesa disparou.
__Ele retornou?
__Hoje a tarde__ Paola concordou__ não o deixe esperando, sabe como é o cavaleiro das sombras.

Demetria respirou fundo e esquecendo por um momento para onde estava indo e o que aconteceria depois, desceu as escadas do Bordel e foi de encontro a Joseph, que a esperava lá na porta. Estava vestido todo de preto, como era habitual, com suas calças, botas e camisa de manga comprida. Os cabelos estavam bagunçados e os olhos azuis olhavam lá para fora, sem nada realmente ver. Era tão errado, mas ela se achou sem fôlego quando o viu, parecia que tinha se passado séculos desde que o vira saindo da cidade e não dias. Não queria ter aqueles sentimentos, mas não pode evitar.
__Estou pronta__ ela murmurou, sua voz saiu fraca e estranha. 
Os olhos dele a analisaram por um instante dos pés a cabeça e ele parecia querer sorrir, porém não o fez, somente estendeu a mão para ela e Demetria se aproximou, deixando que ele segurasse seu braço e a guiasse em direção ao Palácio.
__Como foi em Severac? Descobriram alguma coisa sobre meu pai?__ ela perguntou baixinho, para não correr o risco de alguém em volta ouvir. Não queria admitir, mas estava ansiosa por noticias do pai, ele tinha sumido por tempo demais.

__Não descobri nada útil__ ele disse, mas sua expressão mudou, deixando de ser tranquila e ele ficou inquieto. Demetria supôs que ele não estava muito a fim de falar sobre aquilo, ainda mais com ela que era filha do homem. A princesa então resolveu tentar mudar de assunto, talvez ele falasse de algo que fosse de maior interesse seu.
__Paola me falou que teve noticias sobre sua mãe e sua irmã__ ela comentou ainda mais baixo que antes__ conseguiu achá-las? Acha que agora poderá salvá-las? 
__Não quero falar sobre isso__ ele murmurou__ não é uma boa hora. 
E quando ele se calou novamente, fitando o caminho à frente com o rosto vazio, a alegria que ela sentira ao vê-lo se desfez. Talvez esses dias longe da cidade tivessem desfeito o encanto que pareceu surgir entre eles. Talvez ele tivesse percebido como aquilo que existia entre os dois era estúpido e impossível. 
__Desculpe perturbá-lo com minhas perguntas, sou muito curiosa__ murmurou tentando manter o semblante relaxado.

Demetria se esforçou para manter o ar descontraído enquanto caminhava, sua pele formigava onde a mão dele a tocava e por um momento suspirou lembrando-se da noite que passaram juntos, aquelas mesmas mãos vagando por seu corpo, os olhos azuis a fitando com desejo, os lábios... Fechou os olhos com força pra tentar mudar o rumo dos pensamentos.
O silencio se estendeu por um tempo em que Demetria se ocupou em encarar o chão, até sentir o clima entre eles pesar.
__Se divertiu muito com Klaus em minha ausência?__ Joseph perguntou de repente, em tom brusco, ainda sem olhá-la.
__Como é?__ Demetria não esperava por aquilo e o encarou com total surpresa.
__Pareceu tão contente quando fui buscá-la__ ele comentou__ geralmente está mais séria quando a levo até o Rei, mas hoje não. Suponho que deve ter se divertido com ele nos últimos dias e que já não seja assim tão ruim ter de dormir com ele. 
__O que? Eu gostar de dormir com Klaus? Enlouqueceu?__ ela o fitou irritada__ aquele homem me dá nojo. Eu estava feliz por ver você depois de tantos dias, mas passou rapidamente quando vi que o sentimento não era recíproco. Sou tão estúpida.
Ele parou de andar no meio do corredor, Demetria olhou em volta nervosa, achando que tinha alguém observando.
__Ficou feliz em me ver?
__Fiquei__ ela sussurrou fitando o chão__ Mas agora não estou mais, já percebi que é idiotice. Como pode pensar que me agradaria dormir com Klaus? Tenho feito o impossível nos últimos tempos para que ele não me toque, dando aquele bendito sonífero para ele, não faz ideia de como é difícil enganá-lo.
__Espere__ Joseph pediu__ continua dando o sonífero a Klaus? Não tem dormido com ele?
__Já faz semanas desde a ultima vez que me tocou__ ela confessou__ graças a Paola.
Um leve sorriso iluminou o rosto de Joseph, foi mais perceptível nos olhos que nos lábios, mas estava lá, ela pode ver.
__O que foi?__ ela o encarou confusa.
Joseph olhou em volta, depois a puxou para um canto fora de vista, a empurrando contra a parede e antes que ela pudesse dizer qualquer coisa a beijou. Foi um beijo extremamente calmo e gentil se comparado à situação e Demetria se surpreendeu com o gesto, porém se entregou, correspondendo o beijo e suspirando de deleite ao sentir os lábios dele contra os seus.

__Desculpe se fui rude com você__ ele sussurrou um tempo depois__ estava nervoso com tantos problemas e a ideia de ter Klaus tocando em você me causa nojo e uma raiva que não consigo explicar.
__Estava com ciúmes de mim?__ ela disse completamente chocada.
Ele ergueu a mão para acariciar o rosto dela, a fitando com olhos incrivelmente doces e gentis.
__Nunca gostei de mulher nenhuma como gosto de você princesa__ ele disse__ nunca me apeguei à mulher nenhuma a não ser Paola, mas ela é diferente, é minha amiga, como uma segunda mãe pra mim. Mas gosto de você embora saiba que é estupidez e não suporto a ideia de dividi-la com ninguém. Eu também fiquei feliz em vê-la, foi à única coisa boa desde que cheguei aqui, mas achei que estaria com raiva de mim pelo que houve da ultima vez... Eu ia deixar que o Rei a machucasse e...
__Não ia não__ ela negou sorrindo e ergueu a mão para tocar o rosto dele__ eu estava olhando para você naquele momento, vi quando deu um passo a frente e vi que ia tentar impedir que aquele homem me machucasse.

__Eu...
__Fiquei feliz por você não ter que fazer nada, não queria que sua família se machucasse por mim__ ela continuou__ não fiquei com raiva de você por aquilo, eu disse que não. A vida de sua família vale muito mais que a minha e você prometeu a sua irmã que a salvaria lembra?
__Não diga isso, sua vida é importante... É importante pra mim agora. Assim como a de Paola, a de Peter e...
__Shh__ ela pos o dedo nos lábios dele para calá-lo__ não vamos falar disso, não quero discutir. Apesar de estar sendo prisioneira nessa cidade, as coisas estão indo bem. Tirando aquele dia, Klaus não me machucou mais e eu não tive que me deitar com ele. É óbvio que está cada vez mais difícil enganá-lo para que tome o vinho e fazê-lo falar por um tempo até que o remédio faça efeito, mas estou conseguindo... Não conseguiria me deitar com outro homem, não depois de... Depois de nós. 
Joseph a fitou um momento, então olhou em volta e pareceu lembrar de que tinha um trabalho a cumprir.

__Precisamos conversar, mas não pode ser agora... Depois que puser Klaus para dormir, vamos falar tudo bem?
__Tudo bem__ ela concordou. 
Ele se inclinou novamente para beijá-la, dessa vez mais rapidamente e então segurou-a novamente pelo braço e seguiram em silencio em direção aos aposentos de Klaus. Demetria respirou fundo quando pararam na porta.
__Deseje-me sorte__ ela pediu.
__Boa sorte__ ele sorriu__ vou estar te esperando aqui fora.
Ela respirou fundo uma ultima vez e Joseph anunciou sua presença, entregando-a a Klaus e vendo a porta se fechar logo em seguida.
Sem Segredos
Demetria conseguiu colocar o Rei para dormir mais uma vez, não antes de ele á apalpar um pouco e lhe beijar o pescoço, mas logo tinha caído no sono e nenhum estrago fora feito. Joseph a estava esperando na porta como dissera e a levara em segurança de volta ao Bordel. Ele entrou com ela e a seguiu até seu quarto, alegando que era melhor que conversassem ali do que em sua casa onde os outros podiam suspeitar de alguma coisa, mas Demetria se recusou a conversar antes de tomar um banho e se livrar do cheiro daquele homem repugnante que ficara impregnado em sua pele. 
Joseph ficou esperando por ela no quarto e quando Demetria retornou o encontrou deitado em sua cama, com ar tranquilo. 
__Vejo que já está bem acomodado__ ela comentou caminhando até ele.
__Sua cama é confortável__ ele disse sorrindo, aparentava mais tranquilidade do que realmente sentia, mas queria aproveitar um pouco daquela noite. Não queria pensar somente em problemas, queria ela e queria esquecer o resto do mundo.
__Como está o ombro?
__Não dói mais__ ele respondeu__, mas a ferida ainda não cicatrizou completamente e ainda coça. Estou passando a pasta que o Mrs. Galvin recomendou, a levo comigo para todo lugar por precaução. 
__Posso ver?__ ela perguntou um tanto receosa. Apesar de terem passado a noite juntos, de ele confessar que gostava dela e mostrar que não era tão mal como aparentava, ainda não se sentia completamente a vontade ao lado dele, ainda tinha medo. Não dele em si, mas do futuro, ainda havia algo que a impedia de se abrir completamente e ela sabia que era o mesmo para ele. 
Ele a segurou gentilmente pelo braço e a fez sentar-se por cima dele. A princesa não resistiu, apenas se deixou levar.
__Pode__ ele concordou e ergueu a mão para desfazer as amarras da blusa. 
Quando ele terminou, deixou as mãos largadas ao lado do corpo e Demetria abriu a blusa, revelando o peitoral musculoso. Correu os dedos pela pele morena dele, um toque suave e despreocupado, mas sentiu ele se contrair levemente com o toque. Parou quando alcançou o machucado, deslizando os dedos em volta. 
__Está bem melhor__ ela comentou.
__Pelo menos não dá mais vontade de vomitar quando se olha__ ele brincou. 
Demetria deu um meio sorriso, estava só meio consciente do que ele dizia, os pensamentos distantes.
__Fui até Harenwall__ ele comentou e isso chamou a atenção dela.
__Paola me disse que sua mãe e Macayla estão lá__ Demetria o olhou com interesse__ conseguiu vê-las? Estão mesmo lá?
__Não cheguei a entrar na cidade__ com a ponta dos dedos, começou a brincar com o cordão entre os seios, que segurava a parte de cima do vestido que ela agora usava__ eles tem muitos guardas espalhados por lá e concerteza saberiam quem sou. Eu poderia matá-los todos sem problemas, mas não sem arriscar a vida de minha mãe e minha irmã.
__E o que vai fazer? Klaus não deve deixá-las lá por muito tempo.
__Preciso de ajuda__ ele suspirou__ preciso de homens confiáveis que me ajudem a invadir a cidade e tirá-las de lá, eu tenho um plano, mas não funciona para um homem solitário e é exatamente o que sou. Não tenho amigos que vão querer arriscar a vida por mim desse jeito.
__Você tem amigos sim__ ela protestou.
__Paola, Peter e você não contam princesa__ ele desfez o laço e foi desfazendo uma por uma as amarras, o vestido foi se abrindo lentamente, mas Demetria não deu muita atenção, concentrada no que ele dizia__ Vocês não tem como ajudar, preciso de homens fortes que saibam manejar uma espada e estejam dispostos a morrer se preciso. 
__Paola tem muitos amigos, aposto que o ajudariam se ela pedisse... Como Harry__ ela o lembrou__ ele concerteza aceitará lhe ajudar. Voe só precisa ser um pouco mais otimista. 
__Gosto do jeito como vê as coisas__ Joseph disse com um meio sorriso__ mas com ou sem ajuda, darei o meu jeito e farei isso o mais rápido possível. Não tenho mais tempo a perder e nem quero. Dezoito anos Demetria... Cansei de ficar brincando com Klaus. 
__Você vai conseguir__ ela o encorajou__ gostaria de poder ser mais útil, mas... De qualquer forma, você é o cavaleiro das sombras. Não há nada que não consiga fazer.
__As pessoas adoram me lembrar disso. É só um apelido que inventaram... Não diz nada sobre mim de verdade, quem eu sou ou do que sou capaz. Histórias são apenas histórias princesa__ terminou de desfazer as amarras e a parte de cima do vestido deslizou pelos ombros dela, caindo até a cintura e revelando os seios redondos e fartos__ As histórias falam sobre minha capacidade de matar, mas não falam sobre meu coração ou minha inteligência. 
__Ou do seu ego enorme__ ela brincou para aliviar o clima, e se arrepiou ao sentir o olhar dele sobre seu corpo e a ponta dos dedos em seu seio, rodeando o mamilo. Quando ele dissera que precisavam conversar, não estava esperando por aquilo, mas gostava da situação. Queria que a última noite que passaram juntos se repetisse, que ele a fizesse esquecer dos problemas. 
Ele se limitou a sorrir, tomando ambos os seios dela em suas mãos e os massageando lentamente.
__Vou tirá-las daquele lugar__ ele disse sem parar de acariciá-la, Demetria suspirou, tombando a cabeça para trás, aproveitando a sensação__ vou levar também Paola desse lugar, devolver a vida que lhe foi roubada e também Vitória e seu bebê. Agora que está grávida ela merece mais que passar a vida em um Bordel, ainda é nova, pode recomeçar.
Demetria sorriu em meio a outro suspiro, gostava como apesar de toda aquela dureza e seriedade do cavaleiro das sombras, Joseph tinha um coração enorme, que se preocupava com os outros.
__Vou levar também Peter comigo, e a família dele se quiserem ir__ continuou falando, apertando-lhe os seios com um pouco mais de força, a princesa inclinou o corpo para trás, apertando as pernas dele__ e você também. Pode vir conosco, ou voltar para sua família, como preferir, mas não a deixarei aqui. 
__Voltar para minha família?__ ela se ajeitou para fitá-lo.
__Seu pai... Seu príncipe__ a mão dele desceu do seio, acariciando a barriga e adentrando o vestido__ Alex deve estar a sua espera. Ele prometeu que a salvaria e tentou duas vezes, embora... Sem sucesso. 
__Ele não é meu príncipe__ ela revirou os olhos querendo respondê-lo de forma malcriada, mas a protesto se perdeu quando sentiu os dedos dele em sua intimidade, lhe acariciando intimamente. Mordeu o lábio com força para conter o gemido__ Acha que depois de tudo isso eu ainda me casaria com ele?
__Pensei que o amava__ ele comentou brincalhão, mas Demetria viu a curiosidade brilhando em seus olhos azuis__ parecia muito contente porque iria se casar com ele.
__Isso foi à antiga Demetria__ ela arrastou as unhas pelo peitoral dele, se contorcendo com a caricia que ele lhe fazia enquanto tentava manter a postura e o raciocínio para continuar a conversa__ Alex encontrará outra mulher que lhe faça feliz. Também cheguei a pensar que o amava, mas foi a ideia boba de uma princesa. Estou cansada de príncipes.
__Estão um príncipe está fora de cogitação?__ ela não entendeu bem o que foi aquilo que viu nos olhos dele, parecia divertido com alguma piada que ela não entendeu, mas não estava lúcida o bastante para se concentrar nisso. Deixou que um gemido escapasse quando ele aumentou um pouco mais a velocidade das caricias__ vai investir nos plebeus?
__Descobri recentemente um fraco por cavaleiros mal humorados__ ela disse com um suspiro. 
__É bom saber. 
Ela se inclinou sobre ele, e juntou seus lábios para saciar aquele desejo que a invadia. Joseph continuou a acariciá-la, até que a sentiu enterrar as unhas em seus braços e partiu o beijo sem fôlego para soltar um gemido alto de satisfação ao alcançar o clímax. Ela corou envergonhada e escondeu o rosto na curva do pescoço dele, respirando com dificuldade.
__Então é bom com os dedos também?__ ela brincou.
__Tenho muitos talentos__ ele sorriu. 
Depois de mais um minuto, Demetria se ergueu novamente para fitá-lo. 
__Quanto ao meu pai__ ela murmurou enquanto retirava o vestido pela cabeça, ficando completamente nua sobre ele__ nem ao menos sei onde ele está. Ao que tudo indica nem está mais no país. 
Ela retirou a camisa dele com cuidado e Joseph mordeu o lábio sem saber se deveria contar ou não a ela o que descobrira.
__Ele não iria embora sem você.
__Você não o conhece Joseph.
__Acho que você também não. 
Demetria suspirou__ não quero falar dele agora. 
Joseph a fitou com atenção, ainda indeciso, enquanto ela retirava sua calça e a largava em algum canto do quarto.

__Sou meio novata nesse ramo__ ela comentou com um meio sorriso, começando a distribuir beijos pela barriga dele__ Vitória me ensinou muitas coisas quando cheguei aqui, mas nunca cheguei a fazê-las. Vai ter de me dizer se estou ou não fazendo certo. 
Ele pensou em responder com alguma piadinha, mas logo decidiu que deveria contar a ela o que descobrira em Severac. Não queria ter segredos com ela, estava cansado de mentiras e falsidade. Mas as palavras se perderam na garganta quando os dedos dela envolveram gentilmente seu membro, o acariciando lentamente. Fechou os olhos, suspirando em deleite e esqueceu até o próprio nome ao sentir os lábios macios dela o envolverem e a língua quente o sugando com vontade. Era inexperiente, mas muito boa no que fazia. 
__Estou fazendo tudo certo comandante?__ ela perguntou com uma voz sexy, queria agradá-lo como ele fizera com ela. Queria que sentisse prazer com ela e não precisasse ir atrás de nenhuma outra mulher. Ela não queria príncipe nenhum, não mais... Queria apenas ele e sabia como aquele desejo era perigoso, mas não o fazia ser menos forte ou poderoso.

__Sim, está sim__ ele respondeu baixinho, mordendo os lábios com força. 
A fitou com atenção enquanto ela lhe dava prazer, acariciando seus cabelos. Nenhuma mulher nunca o deixara tão excitado como ela, nenhuma mulher o enlouquecera como ela. Nenhuma mulher conseguira ganhar o seu coração como ela o fizera. Depois de um tempo a princesa parou, engatinhou de volta até ele e o beijou com desejo, antes de fundir seus corpos, dessa vez ficando por cima, tomando o controle da situação. Ele gostava como ela parecia inocente e ao mesmo tempo decidida. Queria uma coisa e não tinha medo, apesar de todos os outros pensarem o contrário. 
Também gostara muito da visão, da princesa montada nele. Mordendo o lábio com força para conter os gemidos. Mas ele não se importava com o barulho, estavam mesmo dentro de um Bordel. Era a primeira vez que transava com uma mulher de verdade, não com uma prostituta. A primeira vez que fazia amor de verdade, porque deseja a mulher e não somente porque precisava de sexo e gostava daquilo, de como parecia certo. Esperava que durasse, que conseguisse mesmo tudo que queria e que sua história tivesse um final feliz... Eles mereciam um final feliz não mereciam?

Quando terminaram ela se aninhou nos braços dele, cansada e satisfeita, completa. O corpo dele a protegeu do frio que fazia lá fora, estava completamente em chamas e tão feliz que tinha medo. Era uma prisioneira numa cidade estranha cheia de pessoas ruins, aquela felicidade toda não lhe devia ser permitida. Mas não queria abrir os olhos e voltar à realidade.
__Preciso lhe contar uma coisa Demetria__ ele sussurrou depois de um tempo.
__Pode falar o que quiser__ ela murmurou um pouco tensa. 
__Klaus me enviou a Severac porque descobriu a passagem secreta de seu pai no Palácio__ ele disse.
Ela se afastou um pouco e se apoiou no cotovelo para olhá-lo.
__A passagem na dispensa?__ ela engoliu em seco.
__Pensei que não soubesse onde ficava.
__Não sei onde fica o esconderijo, mas sabia onde ficava a passagem que levava a ele... Nunca cheguei a entrar lá. 
__Eu entrei__ ele disse pondo uma mecha do cabelo suado dela atrás da orelha__ e achei o esconderijo de seu pai.
__Você... Você... Você o viu?
__Vi__ ele concordou__ vi ele, Alex... E muitos soldados e armas. Ele está se preparando para nos atacar.
__E o que aconteceu?

__Eles não me viram, observei escondido por um tempo e depois fui embora.
__Você contou ao Klaus?
__Não__ ele negou__ eu devia, mas não contei. Não consegui entregá-los pois senti que a estaria traindo de alguma forma se o fizesse, afinal tudo que eles querem é salvá-la. E não... Não vejo porque eu deva ajudar Klaus, agora que sei onde minha família está, às coisas são diferentes. 
__Então não vai contar a ninguém?__ os olhos dela brilharam com lágrimas e seu coração estava disparado.
__Não vou não__ ele disse limpando uma lágrima que escapou__ e não acho que Klaus vá descobrir sem a minha ajuda. O esconderijo fica no subterrâneo, não importa o quanto procurem, não vão achar nada. Seu pai é um homem esperto.
__Então... Então ele não me abandonou?
__Claro que não, ele seria estúpido se o fizesse.
Demetria chegara a pensar que seu pai havia lhe esquecido, e chegou a desejar que o fizesse. Mas agora se sentia mal por pensar tal coisa, não importava o que o pai tinha feito ou como tinha mudado, ele nunca a abandonaria nas mãos de Klaus dessa forma. Ele só estava, assim como Joseph, esperando o momento certo para salvar aquilo que amava.
__Então vai mesmo haver uma guerra?__ ela o fitou com preocupação.
__Creio que sim. Não vejo mais como evitar isso.
__E... __ ela respirou fundo__ de que lado você vai lutar? 
__Não sei o que vai acontecer__ ele disse sinceramente__ tudo vai depender de como as coisas acontecerão nos próximos dias, mas você sabe de que lado ficaria se tivesse escolha não sabe? Se não tivessem tantos riscos? 
__Sei sim__ ela assentiu desviando os olhos de seu rosto para suas mãos que estavam entrelaçadas. 
__Acho que não serve de muita coisa.
__Serve sim__ ela discordou__ serve sim. 
E se abaixou novamente para abraçá-lo e deitar a cabeça em seu peito, fechando os olhos na segurança de seus braços fortes. 
__Vai dar tudo certo__ ele sussurrou acariciando os cabelos dela__ vou concertar tudo isso minha princesa.
Ela nada disse, fechou os olhos e adormeceu ao som dos batimentos do coração dele. 

Fim do Capítulo

Mores não postei os 3 capitulos ontem porque sai com o meu namorado .. entao hoje estou fazendo uma maratona (:

6 comentários:

  1. Fizeste bem em sair com o Namorado... bom isso não vem ao acaso... Adorei, acho ou melhor tenho a certeza que o Joe gosta da Demi e muito...
    O rei que a Demi dorme podia estar a Dormir e morrer de uma vez por todas... não gosto dele...
    Quero o Joe com a Demi...
    Posta logo

    ResponderExcluir
  2. POSTA POSTA POSTA POSTA POSTA POSTA POSTA ... KKKKK

    ResponderExcluir
  3. q lido pah!!!!!!!amei tanto tanto tanto tanto!!!ele foi tao fofo em lhe contar!!!ele confia mm nela..o qeh bom...ai adr o drama dest historia!!
    posta logoooooo
    bijuuuu

    ResponderExcluir
  4. POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*