Capítulo 20

A manhã passou bem tranquila, Demi logo depois que tomou seu café saiu para fazer suas fotos, hoje era nosso penúltimo dia aqui e ela queria levar muito material bom para casa, Demi gostava muito de fotografar por aqui ela disse que suas melhores fotos são das vistas maravilhosas que tem por aqui.  
Aproveitei que ela iria ficar praticamente o dia todo fora e sai com Marissa para comprar algumas coisas que seriam necessário para o jantar que eu estava reparando para ela, depois eu teria que agradecer e muito a Marissa e ao Oliver por me ajudar nessa loucura de jantar, eu nem sabia se Demi iria aceitar esse jantar. Eu prometi que iríamos devagar mas eu estava completamente apaixonado por ela e precisava fazer alguma coisa. 
_Estava pensando em comprar algum presente para ela Marissa, o que você acha? Algo que ela pudesse usar hoje a noite no jantar. 
_Acho ótimo e eu já sei exatamente o que comprar. Em uma das nossas tardes pelo shopping Demi viu um vestido branco larguinho que ela amou e eu acho ele perfeito para um jantar na praia. Podíamos também fazer uma coroa linda de flores vermelhas para ela, Demi adora essas coisas. 
_Perfeito. Estava pensando de eu mesmo fazer o jantar, não sei fazer coisas sofisticadas mas eu sobrevivo na cozinha.  
_Acho ótimo, Demi nunca gostou de coisas muito sofisticada, o que você está pretendendo fazer? 
_Acho que um fricassê e um musse de chocolate o que acha? 
_Perfeito, simples e gostoso. Demi vai amar com certeza_ Marissa começou a pular e bater palmas toda animada o que me fez rir da cara dela. 
_Precisamos passar em alguma floricultura quero colocar pétalas de rosas espalhadas pela casa e vamos ter que fazer Demi ficar o máximo de tempo fora de casa para que eu consiga arrumar isso tudo.  
_Isso não tem problema, já tenho um plano bem bolado na cabeça para tirar Demi de casa pelo tempo que você precisar e Olívia vai com a gente para que você possa arrumar tudo com bastante calma. 
_Eu nem sei como te agradecer por tudo o que você está fazendo Marissa. 
_Você fazendo a minha amiga feliz já me deixa completamente agradecida e feliz, mesmo te conhecendo a pouco tempo fico completamente feliz por ver o brilho no olhar de Demi voltar aos poucos. 
Conseguimos terminar de fazer tudo o que era preciso na rua antes do almoço, passamos no shopping compramos o vestido que Demi havia gostado e comemos por lá mesmo e acabamos levando uma comida pro Oliver e para Olívia que estavam em casa, eu esperava muito que Olívia não tenha feito nenhuma mau criação para Oliver. 
Chegamos em casa um pouco mais de duas da tarde e Demi havia ligado para Marissa durante nosso caminho de casa avisando que iria comer pela rua mesmo mas que já estava voltando para casa, Marissa inventou alguma desculpa e pediu que Demi a esperasse no shopping que tinha que fazer algumas coisas por lá. Assim que Marissa saiu do carro correu para dentro de casa chamando Olívia para elas passearem no shopping e Olívia logo aceitou nunca vi para gostar tanto de um shopping. 
_Eu posso ir com a tia Marissa papai? 
_Pode meu amor, mas tem que me prometer que irá se comportar e obedecer a tia Marissa. 
_Eu prometo papai, vou me comportar direitinho como o senhor gosta. 
_Então você pode ir, só pegue o casaco que está em cima de sua cama caso faça frio ok? 
_Estou indo buscar. 
Olívia saiu correndo pela casa toda feliz porque iria ao shopping ter um dia de garotas com Marissa. 
_Pegue aqui Marissa, caso Olívia queira comprar alguma coisa_ estava pegando a carteira para dar um dinheiro para Marissa comprar alguma coisa que Olívia quisesse, essa menina sempre quer alguma coisa. 
_Não precisa Joe, qualquer coisa que ela precisar eu compro com o meu dinheiro, eu não me importo com isso. 
_Tem certeza? 
_Claro que sim, qualquer coisa se eu precisar depois eu pego o dinheiro com você. Oliver vai ficar em casa para te ajudar no que for preciso e antes de Demi chegar ele vai sair para me encontrar com Olívia. E fique tranquilo que te mando um sms assim que Demi pegar o táxi vindo para casa. 
_Muito obrigada Marissa. 
Logo elas saíram saltitantes pela porta e eu comecei a fazer a comida, tudo tinha que estar pronto para quando Demi chegasse em casa, Olíver começou a espalhar as rosas pela casa, ele começou a fazer um caminho de flores da porta até o quarto de Demi e colocou algumas pétalas em sua cama também, guardamos um pouco para colocar na banheira, eu queria que ela estivesse completamente relaxada para nosso jantar. Colocamos também algumas velas pelo caminho de pétalas para iluminar o lugar eu queria algo bem romântico. O jantar logo ficou pronto e a sobremesa eu iria fazer um pouco mais tarde, agora eu iria escrever alguns bilhetes para deixar espalhados pela casa e também precisava arrumar a mesa na praia.  
*** 
Estava praticamente tudo pronto, Olíver tinha me ajudado a arrumar a mesa na praia e fizemos um coração de pétalas ao redor da mesa e também colocamos pétalas de rosas para fazer o caminho até onde seria o jantar, eu estava começando a ficar nervoso a cada minuto que passava e eu via que estava chegando a hora. 
Parece que passou rápido pois eu logo estava recebendo a mensagem de Marissa avisando que colocou Demi em um táxi e que daqui a uns 20 minutos ela estaria por aqui, corri para tomar um banho e ficar a esperando perto da nossa mesa.  
Eu conseguir vê-lá de longe chegando de táxi e ficando surpresa por ver aquele monte de pétalas espalhadas na entrada da casa, ela ficou meio receosa de entrar mais mesmo assim entrou. 
Demi Pov.. 
Chegar e ver a entrada da casa cheia de pétalas de rosas me deixou um pouco assustada e também surpresa, ficou meio receosa de entrar em casa mais mesmo assim entrei e fiquei muito surpresa com tudo o que vi, a casa estava toda escura e só o caminho de pétalas e velas sobressaia naquela escuridão toda, bem no centro daquele caminho havia um envelope vermelho no chão.  

Não se assuste, eu só quis fazer uma surpresa para você para demonstrar o quanto eu gosto de você, siga esse caminho e vá até seu quarto, outras surpresas te esperam por lá 
J.J 

Não sei explicar mais lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto, ninguém nunca tinha feito algo assim para mim e Joe que eu havia conhecido a pouco tempo estava me fazendo essa surpresa, agora eu conseguia entender o porque de Marissa querer ir a um salão de beleza e fazer uma tarde de garotas, eu um dia ainda iria matar Marissa por me fazer ter ataques do coração quando ela cisma de me surpreender com outra pessoa. 
Subi as escadas e quando entrei no quarto ela estava igual a sala, minha cama estava com um coração de pétalas no meio e dentro desse coração havia mais um envelope, eu logo me sentei na cama e comecei a ler o que ele havia escrito ali. 

"Nem sei por onde começar Demi você entrou na minha vida tão de repente e fez muitas mudanças nela. Hoje eu me vejo completamente apaixonado por você, sei que você passou por muitas coisas complicadas esse ano e sei também que seu coração está com uma ferida que é difícil de cicatrizar, acredite eu sei muito bem pelo o que você está passando, meu coração mesmo depois de anos ainda está ferido por tudo o que passei nnascimento de Olívia, mais eu estou aqui disposto a te ajudar em tudo isso e ficar ao seu lado até o meu último suspiro. 
Sei que prometemos ir um passo de cada vez mais eu estou aqui completamente disposto a me arriscar por você, se você também está disposta a nos dar essa chance, tome um banho bem relaxado que te preparei e caminhe sobre o caminho de pétalas que te leva até a praia, estou te aguardando. 
Um beijo, com carinho J.J" 

Fiquei sem palavras ao ler aquela carta, Joe me amava e eu não conseguia acreditar que meu sentimento era correspondido. Eu não consegui pensar em mais nada a não ser ir para o banheiro e me deparar com a banheira cheia de sais de banho e com mais pétalas. 
Realmente eu relaxei naquele banho, o dia tinha sido cansativo e era daquilo que eu precisava, chegando no quarto vi uma caixa sobre o criado mudo que eu não reparei quando cheguei no quarto e em cima dela havia mais um bilhete. 

"Um passarinho azul me contou que você amou esse vestido no shopping e nós achamos ele perfeito para a nossa noite de hoje, vista-o e venha me encontrar, estou ansioso a sua espera 
Obs: Venha descalça nosso jantar será o mais confortável possível" 

Eu iria matar Marissa, aquela cachorra havia feito isso tudo com Joe, ela sabia daquilo desde o começo. Abri a caixa e encontrei o vestido branco que eu havia amado no shopping e uma linda coroa de folhes de rosas vermelhas. Me vesti e respirei fundo antes de sair daquele quarto e caminhar até a praia. 
O tempo estava agradável, o céu estava lindo e quase perto do mar eu pude ver Joe vestido todo de branco com um lindo sorriso no rosto me esperando, assim que me aproximei dele vi que ele estava com um violão em mãos, ele simplesmente não disse nada, só tocou uma linda canção para mim. 

_"1,2,3, testando, ei, alô som 
Você é tudo pra mim 
As vezes fico assim um pouco bobo mas não ligo é tudo pra mim 
Tudo, tudo, tudo pra mim  
Algo simples, quero algo simples como versos que um dia fiz, que o vento espalhou e trouxe o seu sorriso num jardim tão perto de mim. 
 É Tudo, tudo, tudo pra mim. Isso basta!" 

Eu só conseguia sorrir e mais nada, estava tudo lindo. Ele cantou mais alguns versos da música que me pareceu desconhecida para mim, mas que naquele momento era perfeita, principalmente ao som da voz dele. Assim que terminou colocou o violão de lado e diminuiu a pouca distância entre nós, sem me tocar e com um sorriso inseguro ele pareceu se preparar para me dizer algo.  
_Escute, não quero que se assuste nem se sinta forçada a nada. _ele gesticulava com as mãos enquanto falava_ Pode parecer loucura, mas eu estou apaixonado por você, algo tão natural e inesperado que me surpreendeu, eu sinto que depois de tanto tempo me negando a isso eu posso aceitar que estou apaixonado e viver a esse amor, cheguei a um limite em que você habita minha mente de forma dominante. Você pode dizer que é precipitado e que eu possa sair com o coração ferido, o que eu quero dizer Demi _ele segurou minhas mãos sem deixar de manter o contato do nosso olhar. _É que se eu sair com o coração partido por você, eu serei o homem mais grato do mundo. Não sei quais são seus medos, mas eu pretendo debater de frente a eles ao seu lado.  
Naquele momento eu não pensei em nada ao nosso redor, no que aquilo significava se dali ficaríamos juntos eternamente ou se não passaria de uma transa talvez. Por impulso eu o puxei pelo pescoço selando nossos lábios em um beijo profundo em que eu até diria haver sentimento. A sincronia impecável entre nós da forma que nossas línguas trabalhavam. Ele me puxou pela cintura acabando com qualquer centímetro de distância entre nossos corpos, sendo assim eu sentia seu calor em troca com o meu. Paramos o beijo por conta da falta de ar e por mais que eu quisesse beija-lo incontáveis vezes, abri os olhos para enxergar os seus, mais escuros, com um brilho intenso. Diante a ambos os sorrisos estampados em nossas faces eu o beijaria mais de qualquer jeito.  
_Isso tudo é um pedido de namoro Jonas? _questionei baixinho como se mais alguém pudesse nos ouvir e arqueei um sobrancelha em desafio. 
Ele sorriu e com uma mão colocou uma mecha do meu cabelo para atrás de minha orelha.  
_De namoro, um simples encontro, uma surpresa de um homem apaixonado, até um pedido de casamento. _ele riu e eu acompanhei_ O que você quiser amor. Eu só quero que você se sinta a vontade.  
_Uma surpresa de um homem apaixonado para uma mulher apaixonada me parece ótimo. _respondi selando nossos lábios mais uma vez 
_Então eu não sou o único a nutrir sentimentos aqui? _desta vez foi ele quem questionou em desafio.  
Neguei com a cabeça enquanto revezava o olhar entre seus olhos e seus lábios.  
_Que bom que percebeu. _o beijei mais uma vez como se aquilo fosse algo viciante.  
Deixei que ele me levasse até a mesa perfeitamente preparada no centro de um coração com pétalas de rosas, tudo aquilo me fez questionar o quanto Joe poderia ser romântico. O jantar preparado por ele mesmo me deixou sem palavras, mesmo sendo algo simples fez com que eu quisesse repetir várias vezes. Durante o jantar conversamos sobre diversos assuntos o tempo todo,  o único ponto em que não tocamos foram nos nossos antigos relacionamentos, a não ser os de mais jovens que com o tempo se tornaram história engraçadas, não me importei, achei melhor aliás. Me impressionei mais uma vez com a facilidade em que Joe tem de me fazer sorrir, sorrisos e gargalhadas esponneas que a muito tempo eu não esboçava com facilidade e sinceridade, ele estava quebrando minhas barreiras e eu o deixando entrar mesmo prometendo a mim mesma que isso não aconteceria.  
_Eu amo o som da sua risada. _Joe comentou com um sorriso.  
_Fala sério, _fiz uma careta_ é um escândalo.  
Ele deu de ombros sorrindo.  
_Só gosto dela e do jeito que suas bochechas ficam vermelhas quando está com vergonha. São seus detalhes Demi, eu os amo.  
Foi impossível não me sentir com vergonhada diante as palavras dele, eu parecia só uma adolescente com todas aquelas borboletas dançando em meu estômago. Vi quando Joe pegou uma câmera que eu não sei de onde surgiu e apontou para mim.  
_O que? Não, nada e fotos. _protestei.  
_Uma fotógrafa que não gosta de ser fotografada. _debochou clicando  _Você está linda, na verdade você é linda. Deveria saber disso.  
Depois disso tirou mais algumas fotos.  
_Você é sempre romântico assim? _questionei.  
Ele se levantou pegando a sua cadeira e a colocando mais perto de mim, após se sentar se pôs a acariciar meu rosto com delicadeza, acabei fechando meu olho sem querer.  
_Na verdade nem tanto. Nunca fiz algo assim por alguém, nem me deixei levar tão facilmente. _disse logo selando nossos lábios em um beijo rápido. _Mas é você Demi, você está mudando algo aqui que eu não consigo entender. Me faz querer ser o cara mais romântico do mundo só para te agradar.  
_É algum tipo de amor platônico? _Indaguei debochada_ Você também bagunçou as coisas Jonas, você também.  
necessário depois disso foram apenas beijos que de calmos se tornaram intensos. Não me lembro de bem de quando exatamente saímos da praia e entramos em casa, rapidamente estávamos em meu quarto, os beijos se tornavam cada vez mais intenso repletos de desejo, Joe mesmo com toda pressa me deitou sobre a cama com delicadeza, sem quebrar o contato de nossos lábios uma de suas mãos passou por minhas curvas delineadas, enquanto as minhas adentravam sua camisa sentido seus músculos definidos que recentemente já haviam de tirado o fôlego.  
_Papai! _Ouvimos a voz de Olivia gritando da cozinha, pensando ser apenas algo da minha cabeça continuamos. _Papai.  
A menina repetiu fazendo com que o beijo fosse interrompido com certa dificuldade. Joe bufou e se levantou, levei uma mão até minha boca reprimindo um riso, aquela situação havia acabado de se tornar engraçada.  
_Eu vou até lá. _me levantei  e passei a mão pelo vestido recém amarrotado e meus cabelos foras do lugar. De repente uma certa culpa me invadiu, a ignorei e antes de sair olhei para Joe com um sorriso no rosto, selei nossos lábios rapidamente. _ Você tem que resolver algumas coisas. 

3 comentários:

  1. Olá!
    Vim informar que foi indicada para os FE Awards 2016, uma votação para as melhores fanfics e originais de 2016.
    É uma parceria entre o meu blogue, Reviver Stories, e do Rui, Críticas de Fanfics.
    A sua fanfic acabou sendo indicada e vim avisar.

    Link: http://criticasdefanfics.blogspot.pt/2016/07/fe-awards-2016-pre-indicados.html

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Os nomeados para os FE Awards 2016 acabaram de ser postados. Já pode pedir aos seus leitores que votem!

    Link: http://criticasdefanfics.blogspot.pt/2016/07/fe-awards-2016-nomeados.html

    Boa Sorte!

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*