Chapter Twenty One ( Maratona )

Joseph Narrando

Sábado.
Passei a manhã inteira nervoso esperando por noticias da Demi, nosso futuro dependia de como ela iria na prova de hoje. Se ela fosse bem poderia continuar tendo suas aulas, sua mesada e cartões de crédito, e eu ainda teria minha bolsa em Stanford. Mas se ela fosse mal eu seria demitido e tudo daria errado. Apesar do meu nervosismo eu confiava em Demi, ela tinha se esforçado e eu tinha fé que ela se sairia bem. Esperei a manhã inteira que ela me ligasse pra contar como foi, mas as horas foram passando e não tive noticias dela, assim comecei a ficar preocupado e me arrisquei a dar uma passada na mansão.
O segurança me recebeu com um sorriso dessa vez, parecia que ele finalmente tinha se acostumado com a minha constante presença naquela casa, acho que foi depois que ele me pegou aos beijos com Demi escondidos no jardim, eu não me sentia tão esquisito agora, o pessoal daquela casa era legal, as empregadas eram um barato e a mãe da Demi muito simpática, só o pai dela continuava idiota como sempre, mas mudando de assunto... Daiana me recebeu na porta.
__Oi, a Demi esta em casa?
__Ela estava__ respondeu preocupada__ ela fez a prova com o pai hoje cedo e parecia contente, me disse que achava que tinha ido bem, ai depois ela foi pro quarto pra ensaiar as cenas da peça. Quando eu fui ver ela tinha saído com raiva e não disse pra onde ia, achei que vocês deviam ter brigado por telefone.
__Não, não brigamos__ disse confuso__ ela ficou de me ligar pra contar como foi na prova, não sei o que aconteceu.
__Não faz ideia de onde ela pode estar?__ perguntou ansiosa__ estou preocupada.
__Disse que ela estava ensaiando antes de sair irritada?__ perguntei e ela concordou__ acho que eu sei onde ela pode estar, não se preocupe, eu a trago pra casa inteira.
__Tudo bem querido, boa sorte.
Eu sabia exatamente onde encontrá-la, não sei como, mas eu sabia que ela estaria lá.
Não foi por ver o carro cor de rosa estacionado na frente do teatro, eu senti aquilo, se eu gostava de ir lá pra pensar, então ela estaria em casa naquele lugar, e eu estava certo. A encontrei em cima do palco dançando, não havia música alguma mas mesmo assim seus movimentos eram precisos e graciosos, ela realmente parecia uma bailarina.
Fiquei quieto a observando de longe, sem querer atrapalhar sua concentração, estava fascinado, mas a cena mudou de repente. A dança ficou um pouco mais rápida e a expressão tranquila no rosto de Demi se desfez. Ela se embolou com os passos e tropeçou, caindo sentada no chão e resmungando irritada, eu corri até ela.
__Hey, você esta bem? Se machucou?__ perguntei preocupado.
__Eu to bem__ ela disse e recusou minha ajuda pra levantar__ estava me espionando?
__Eu estava te procurando, não me ligou como prometeu, fiquei preocupado, achei que estaria aqui e não quis atrapalhar sua dança, estava indo tão bem.
__Não, eu não estava indo bem, estava péssima__ ela reclamou__ eu não consigo fazer direito__ eu sempre erro, isso de esquerda, direita, eu sempre me confundo, eu não consigo acertar de jeito nenhum.

__Hey Demi, calma.
__Não quero me acalmar, eu sou uma idiota Joe, a quem quero enganar? Eu não consigo fazer isso.
Ela passou por mim, ia embora mas eu a segurei pelo braço e a puxei pra junto de mim.
__Então é isso?__ a encarei indignado__ vai desistir só porque não consegue acertar um passo de dança? Ah por favor Demi.
__Estou tentando isso há horas e...
__Sabe por que você não consegue?__ eu a interrompi__ porque você não acredita em si mesma Demi, tem que parar com isso.
__Você não entende.
__Ah fala sério__ revirei os olhos__ pare por um segundo de sentir pena de si mesma e eu tenho certeza que você consegue, já vi do que você é capaz. Eu sei que você se confunde, mas se tiver paciência às coisas serão mais fáceis, deixa eu te ajudar.
__Você não sabe dançar__ ela resmungou se fazendo de difícil.
__Mas sei bastante coisa sobre dislexia e sei o que pode te ajudar a melhorar, agora deixa de ser orgulhosa e chata.
__Idiota.

Demetria Narrando



Depois de ouvir aquele pequeno sermão do Joe resolvi deixá-lo me ajudar, ele sempre tinha um jeitinho especial de me convencer.
Mostrei a ele a coreografia, pelo menos uma parte, expliquei a parte em que eu tinha dificuldades e ele me deu algumas dicas de como relaxar e dançar com calma. Ele me disse pra não ficar contando os passos que dava, nada de ficar pensando direita ou esquerda, ele disse pra não pensar qual era o próximo passo, apenas sentir a música.
E funcionou, me esforcei pra fazer o que ele disse e minha dança melhorou bastante, os passos pareceram mais naturais. A parte que eu tinha dificuldade ficou mais fácil, mas acho que tudo ficava mais fácil quando ele estava comigo, me tocando com carinho, falando com doçura e sorrindo pra mim com toda a paciência do mundo. Toda vez que eu fazia algo certo ele me enchia de elogios e beijinhos, ele tinha realmente jeito pra ser professor.
__Como você consegue fazer isso?__ perguntei intrigada.
__Isso o que?__ me olhou confuso.
__Ser bom em tudo, inclusive em algo que nunca fez antes e que não tem conhecimento nenhum.
__É coisa de nerd__ deu de ombros e riu.
Depois de um tempo nós dois nos sentamos no chão do palco pra descansar, eu tinha trago meu violão comigo e o segurei no meu colo, dedilhando as cordas distraidamente, não tocando nada em especial.
__Já começou a compor aquela música?__ Joe perguntou.
__Só uns versos, não sei como continuar, ando meio sem inspiração__ confessei frustrada__ quer ouvir?
__Claro, de repente eu posso ajudar.

Tell me what to do about you
I already know I can see in your eyes
When you're selling the truth
'Cause it's been a long time coming
So where are you running to?
Tell me what to do about you



__Legal__ ele sorriu__ me conta mais sobre a peça, talvez eu tenha alguma ideia.
__Você sabe compor também?__ o desafiei.
__Vamos descobrir agora__ ele me provocou.
Contei a ele do que se tratava a peça, falei também sobre os personagens e ele ouviu com atenção e até me fez perguntas. Pediu que eu tocasse de novo a primeira parte e depois me ajudou a escrever mais uns versos, até que ele não era tão ruim naquilo, mas eu não devia estar surpresa, ele era bom em tudo.

You've got your way of speaking
Even the air you're breathing
You could be anything
But you don't know what to believe in
You've got the world before you
If I could only show you
But you don't know what to do

Tell me what to do about you
Something on your mind
Baby all of the time
You could bring out a room
Oh, yeah
This day has been a long time coming
I say It's nothing new
So tell me what to do about you
You've got your way of speaking
Even the air you're breathing
You could be anything
But you don't know what to believe in
You've got the world before you
If I could only show you
But you don't know what to do

You think about it
Can you ever change?
Finish what you started
Make me want to stay
Tired of conversation
Show me something real
Find out what you part is
Play it how you feel

Tell me what to do about you
Is there any way, anything
I can say won't break us it two
'Cause it's been a long time coming
I can stop loving you
Tell me what to do about you

Oh...
You could be anything
But you don't know what to believe in
World before you
Show you
But you don't know what to do
Yeah...



__PERFEITA__ John gritou animado__ essa música é perfeita.
__Obrigada__ eu sorri contente e um pouco envergonhada.
__Como conseguiu compor essa música maravilhosa?__ ele questionou.
__Meu namorado me ajudou.
__Divino, você conseguiu me deixar mega contente__ ele me abraçou__ era o que eu estava precisando.
Os ensaios foram ótimos aquele dia, John não parou de me elogiar e os outros atores também me adoraram por conseguir deixá-lo tão feliz, nos divertimos muito ensaiando algumas cenas de comédia e consegui dançar sem grandes problemas, tudo graças ao Joe, ele conseguia mesmo me tornar alguém melhor, em todos os aspectos.

CONTINUA...
5 Capítulos para o proximo

5 comentários:

  1. Você recebeu uma tag !!
    http://jemi-inmyhead.blogspot.com/2012/02/divulgacoes-e-tag.html

    ResponderExcluir
  2. Amo sua historia será que o Joe vai devolver o soco em sterling?

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*