Chapter Twenty Six

Joseph Narrando
O amor é uma droga, ponto final.
Ia fazer uma semana que Demi tinha voltado pra casa e era engraçado como minha vida de repente tinha virado um completo tédio. Eu não tive animo pra ir a formatura, não tinha nada pra fazer por lá, não tentei correr atrás de uma chance em outras faculdades, eu sabia que não daria em nada, o trabalho era um martírio, e tudo em minha casa lembrava ela.
Estava trabalhando aquela tarde, tentando ignorar os olhares que Max mandava pra mim, eu não precisava da pena de ninguém, quando um homem entrou na lanchonete, não era o tipo de freguês que costumávamos receber, ele era claramente alguém da alta sociedade, rico, bem vestido e com ar superior.
__Com licença__ ele se aproximou de Max__ eu procuro por um rapaz chamado Joseph Adam Jonas, me disseram que ele trabalha aqui. Sabe onde posso encontrá-lo?
__Sou eu__ me aproximei dele um pouco desconfiado__ posso ajudar?
__Claro__ ele sorriu simpático e estendeu a mão pra mim__ eu sou Philip Jones, um dos Reitores da Universidade de Stanford.
__Ah, é um prazer conhecê-lo__ não pude conter o sorriso e o nervosismo, o que aquele homem queria comigo.
__O prazer é todo meu acredite__ ele se sentou no banco perto do balcão e eu repeti o gesto__ ouvimos falar muito bem de você lá em Stanford senhor Jonas, recebeu muitos elogios.
__Sério?__ eu estava surpreso por isso.
 
__Sim, é verdade__ ele me garantiu__ uma pessoa muito influente no nosso meio falou bem de você, disse que seria uma ótima aquisição ao nosso corpo estudantil, então verificamos seu histórico, que devo dizer é perfeito. A menor nota é um nove, tem várias atividades extracurriculares, nenhuma falta ou reclamação, o aluno perfeito se posso dizer.
__Bem, obrigado__ eu sorri sem jeito.
__Você já deve saber que temos um esquema de bolsas na nossa Universidade__ senti que meu coração ia sair pela boca, aquilo não estava acontecendo, eu estava sonhando__ geralmente submetemos os candidatos a uma prova pra avaliá-los e decidir quais são os melhores e que merecem a bolsa, mas devido ao seu histórico e aos elogios que recebeu decidimos burlar um pouquinho as regras. Então... __ ele puxou um envelope do palitó e me entregou__ a Universidade de Stanford está lhe oferecendo uma bolsa de estudos integral na área de Direito, que se não me engano é o que deseja fazer.
__Espere... Eu... Estão me dando uma bolsa?__ eu não acreditava que aquilo estava acontecendo, o sorriso de idiota na minha cara devia ser extremamente patético, mas não deu pra evitar.
__Sim senhor Jonas, a bolsa é sua se quiser__ ele garantiu__ sem pegadinhas. Se ainda estiver interessado em ingressar na nossa Universidade, começaremos um programa especial de uma semana depois de amanhã pros bolsistas, pra conhecerem a universidade e o programa de estudos, é pra ajudar na adaptação. Vou estar lá à semana toda, pode me procurar na minha sala e eu esclarecerei suas dúvidas caso tenha alguma.
 
__Bem, hum... Eu só tenho uma dúvida na verdade, quem foi à pessoa influente que me indicou?__ eu não conseguia pensar em ninguém que pudesse ter feito isso.
__Não tenho essa informação, a pessoa pediu anonimato, só o dono da universidade está sabendo quem foi, mas parece que ele recebeu um telefonema anteontem, e ai tudo aconteceu__ deu de ombros__ bom, você é um garoto de muita sorte Jonas, boa sorte.
__Bem obrigado__ estendi a mão pra cumprimentá-lo.
__Nos vemos em alguns dias__ ele sorriu.
Fiquei olhando estático enquanto o homem ia embora. Max sorriu pra mim se orelha a orelha, um sorriso contagiante.
__Você fez isso?__ perguntei mostrando o envelope a ele.
__Não__ ele deu de ombros__ eu pensei em fazer, na verdade eu pretendia fazer, só não fiz porque você é orgulhoso demais e estava dificultando as coisas, mas acredite, se tivesse sido eu não preocuparia em esconder isso de você, eu ia querer que soubesse Joe e não teria vergonha disso, afinal eu estaria ajudando o meu filho. Você sabe que não é só um garoto que eu acolhi quando precisou, você é meu filho... Pelo menos é assim que eu o vejo.
__Você também é como um pai pra mim__ eu sorri e o abracei.
__Você tem sorte garoto__ ele bagunçou o meu cabelo.
__Se não foi você, então quem fez isso?__ me afastei pra olhá-lo__ eu não entendo.
 
__Sei que está pensando o mesmo que eu__ ele comentou__ só conheço uma pessoa nessa cidade que teria influencia suficiente pra isso, acho que nem eu mesmo teria tanta facilidade.
__Ele não faria isso Max, não depois de tudo que aconteceu__ eu garanti__ Patrick Lovato me odeia.
__Mas a filha dele não.
__Você fala como se a opinião dela contasse alguma coisa pra ele, não viu o que ele fez com ela?__ resmunguei amargurado.
__Se não foi ele, então... Não faço ideia__ deu de ombros.
Parei pra pensar um pouco, alguma coisa estava terrivelmente errada naquilo tudo.
__Max, pode me liberar um pouquinho mais cedo hoje?__ pedi.
__Claro, fique a vontade, vai comemorar.
Agradeci a ele e sai da lanchonete, eu precisava pensar pra entender o que tinha acontecido. Num momento minha vida estava acabada, eu não tinha mais chances, e no outro eu ganhava uma bolsa de alguém misterioso? Isso estava errado, e só tinha um lugar onde eu conseguia pensar com clareza.
Dirigi até o teatro, meu refugio. Minha garganta deu um nó quando vi o carro cor de rosa estacionado lá na porta, mas aquilo não me impediu de entrar. Caminhei até dentro pela porta dos fundos, que dava diretamente no palco, as luzes já estava acesas e pude ver Demi sentada de pernas cruzadas na beirada do palco encarando o nada. Respirei fundo e caminhei até ela, me sentando ao seu lado, ela não se mexeu e nem olhou pra mim, mas percebi que seu corpo ficou tenso. Ela ainda estava usando a pulseira que eu lhe dera e segurava entre os dedos o pingente da Torre Eiffel.
 
__Fiquei sabendo que vai pra Paris__ comentei distraidamente, as noticias corriam rápido naquela cidade, até mesmo as que você não procurava saber, as amigas de Demi não sabiam manter sigilo.
__É__ ela forçou um sorriso__ vou realizar o meu sonho de conhecer Paris, finalmente.
__Que bom pra você__ não consegui pensar em mais nada pra dizer.
__É, ótimo__ ela tentou manter o bom humor__ vou estudar administração numa faculdade pra disléxicos, emocionante__ mas ela resolveu mudar o foco da conversa__ fiquei sabendo que conseguiu uma bolsa em Stanford.
Eu podia ter perguntado como ela sabia daquilo já que eu tinha acabado de receber a noticia não fazia nem meia hora. Mas não precisava ser um gênio pra juntar as peças, eu sabia bem lá no fundo que ela teve alguma coisa haver com isso, era a única explicação pra toda aquela confusão.
__Eu não sei exatamente como, nem porque__ comentei__ mas eu sei que você teve alguma coisa haver com isso.
__Não sei do que esta falando__ ela se mexeu inquieta.
__Eu não sou burro Demi__ olhei pra ela esperando que olhasse em meus olhos, mas ela não o fez__ o jeito como você saiu da minha casa de repente, falando uma semana pro seu show, como deixou seu pai te controlar e as coisas que você me disse antes de partir, que estava atrapalhando minha vida, meu futuro... Ai de repente alguns dias depois, um benfeitor misterioso fala bem de mim em Stanford? Qual é ...
 
__Não sei do que você está falando__ ela manteve a resposta, mas eu podia ver agora, eu entendia.
__Eu fiquei com raiva quando você foi embora, porque eu abri mão de muita coisa pra te ajudar e então você simplesmente me abandonou, mas agora que parei pra pensar eu entendi.
Era ridículo, mas ela fizera aquilo por mim, não havia outra explicação, e ela podia negar o quanto quisesse, mas eu sabia que era verdade, eu podia sentir isso.
__Você está enganada sabe?
__Sobre o que?__ ela perguntou olhando pra mim pela primeira vez desde que cheguei.
__Sobre mim... Sobre você... Sobre nós. Não precisava ter feito isso.
__Não fiz nada__ ela se levantou__ mas precisava ter sido do jeito que foi, não tinha outra forma.
Eu me levantei também, olhando-a nos olhos, foi difícil conter a vontade de correr até ela e abraçá-la, de beijá-la e não soltá-la nunca mais, o que acontecia conosco não era justo, não era justo que acabássemos desse jeito. Ainda mais agora que entendi o que aconteceu... Demi realmente não era o que eu pensava, nem de perto, ela era muito melhor. Ela abriu mão do seu sonho pelo meu, eu não sabia exatamente como tinha acontecido, mas eu sabia que tinha sido exatamente isso que acontecera.
__Eu tenho que arrumar minhas coisas pro programa especial que começa depois de amanhã__ expliquei__ mas eu vou estar no teatro amanhã, na estréia da sua peça, eu vou lá pra prestigiar você.
 
__Vai perder seu tempo Joe, eu não vou estar lá... Eu embarco pra Paris amanhã à tarde.
__Você pode ter perdido a fé me si mesma, mas eu ainda não__ dei de ombros__ vou estar lá amanhã... Vou esperar até o ultimo minuto, e se as cortinhas se abrirem e você não estiver lá, só ai vou acreditar que você realmente desistiu do seu sonho, só ai vou acreditar que desistiu de nós.
Ela ficou em silencio por um instante me encarando profundamente, seu olhar me atravessando como se eu fosse transparente.
__Boa sorte em Stanford__ ela sussurrou depois um longo minuto__ espero que consiga realizar os seus sonhos Joe.
Ela se virou pra ir embora.
__Você vai se arrepender se não tentar Demi__ murmurei apressado__ tem que pelo menos tentar.
Ela não respondeu, continuou andando e desapareceu pela porta me deixando sozinho. Eu não sabia o que iria acontecer amanhã, mas eu ainda não tinha perdido as esperanças. Ela podia não querer mais estar ao meu lado, mas eu ainda desejava ver ela feliz e seguindo o seu sonho, eu sabia que ela era capaz... Se eu podia conseguir oque queria, ela também podia.
 
Demetria Narrando


Olhei pras malas todas arrumadas em cima da minha cama, depois pro relógio no meu pulso... Faltavam algumas poucas horas pro meu vôo a Paris, uma hora pra deixar minha vida toda pra trás. Quando sai da casa de Joe eu tinha me conformado que isso era a coisa certa a se fazer, mas desde que o vira no teatro a tarde anterior não conseguia afastar aquela sensação ruim de que eu estava cometendo um erro terrível, eu estava inquieta e sentia que poderia sufocar de desespero a qualquer minuto. Será que eu estava realmente cometendo um grande erro? Joe conseguira sua bolsa, o sacrifício valera a pena de certa forma, mas e quanto ao resto?
__Está pronta querida?__ minha mãe entrou no quarto, junto com mais dois empregados pra buscar as malas.
Bati o pé no chão com impaciência e olhei novamente pro relógio, a estréia da peça seria daqui uma hora. Uma hora pra jogar o meu sonho pela lixeira e nunca mais encontrá-lo. Uma hora pro fim de tudo.
__Demi__ minha mãe me chamou quando não respondi a sua pergunta.
__Onde está o papai?__ perguntei aflita.
__Ele esta no trabalho resolvendo uns problemas, vai nos encontrar no aeroporto__ ela respondeu__ filha você está bem?
__Não__ sacudi a cabeça freneticamente, meu coração disparou no peito.
__Qual é o problema?__ ela perguntou preocupada.
__Não posso fazer isso, não ainda__ murmurei nervosa__ Joe tem razão mãe, eu vou me arrepender se não tentar.
__Demi o que você vai fazer?
__Diga ao papai que vou cumprir minha parte no acordo, ainda vou pra Paris fazer a faculdade que ele escolheu__ prometi pegando as chaves do meu carro__ mas tem uma coisa que preciso fazer antes de ir, a ultima coisa antes de abandonar tudo.
__Demi...
__Eu vejo a senhora mais tarde.
Não esperei que ela dissesse mais nada ou tentasse discutir comigo, eu fiz um acordo com meu pai, prometi que iria a Paris se ele ajudasse o Joe, e ia cumprir minha promessa, mas eu não podia abrir mão do meu sonho sem nem mesmo tentar, pelo menos uma vez. Eu ia sentir a emoção de estar no palco de verdade pelo menos uma vez, e ai eu poderia seguir em paz, sabendo que pelo menos eu havia tentado.
Dirigi como uma louca até o teatro, entrei lá correndo, atropelando todas as pessoas que faziam os preparativos pro Show. Encontrei John em cima do palco, nervoso conversando com os dois atores principais, o garoto que faria o Lucas e a menina que me substituiria, eles sorriram surpresos ao me ver.
__O que esta fazendo aqui Demi?__ John perguntou.
__Eu sei que pode ser um pouco tarde pra isso agora, mas eu queria fazer a estréia da peça, queria atuar pelo menos uma vez__ falei as pressas__ sei que desisti faz um tempo, mas eu sei todas as cenas e falas, eu estou pronta.
 
__Porque mudou de ideia?__ ele estava curioso.
__Só... Sei que vou me arrepender se não tentar__ expliquei__ é só uma vez, depois a Nathalia pode seguir fazendo o papel.
__Eu não sei...
__Por favor__ implorei__ eu vou viajar pra Paris e você nunca mais vai me ver, eu só preciso dessa chance.
Ele olhou pra Nathalia como se perguntasse oque ela achava.
__Eu não me importo de deixá-la fazer uma vez__ deu de ombros__ ela é uma ótima Mel.
__Obrigada__ a abracei.
__Tudo bem, então vá se arrumar, falta meia hora__ ele sorriu.
__AAAAAAAAAH, obrigada John, você não vai se arrepender.
Eu o abracei e corri pra me arrumar... Era a primeira e ultima vez que eu faria isso, então eu faria valer a pena, as consequências eu aguentaria depois, eu sabia que não me arrependeria de ao menos tentar.
CONTINUA...
Hoje eu estou sentindo mais o efeito da cirurgia meu joelho ta doendo um pouco , mas resolvi passar aqui e postar pra voces.. ;D
Beijos
10 comentarios para o proximo

22 comentários:

  1. oi amo seu blog gostaria de saber se voce tem twiter para mim te seguir

    ResponderExcluir
  2. ameiiiiiiii negaaaaaaaaa ai amore essa dor vai passar logo vc vai ver posta logooooooo e melhoraaaaaaaass

    ResponderExcluir
  3. aaaawn a Demi vai fazer a peça!!!
    Posta logo, por favor...
    Melhoras :)

    ResponderExcluir
  4. HAAAAAAAAAAH OMG,posta logo,eu tou curiosa e melhoras bjossss

    ResponderExcluir
  5. Perfeito! eu chorei lendo os outro episódios Tomara que a Demi e o Joe concigam realizar os seus sonhos!

    e eu vou me afogar em lagrimas BUBU

    ResponderExcluir
  6. Ain ta lindo PERFEITO completamente
    Não para de postar
    Posta logo
    Melhoras querida!

    ResponderExcluir
  7. ai logo isso passa vc vai ver. assim q vc melhorar posta mais ta? mas ñ precisa se apressar

    ResponderExcluir
  8. Muito Lindo Perfect !
    Posta logo

    ResponderExcluir
  9. AHHHHHHH,que coisa lindaaa...A Demi vai fazer a peça,Uhulll...Posta Logooooo

    ResponderExcluir
  10. PERFEITO sem palavras Demi vai conceguir pelo menos por uma vez sentir o gosto de brilhar nos palcos
    Ain ela vai pra Paris?
    Vai ficsr com o Joe?
    e o pai dela?

    Ain posta logo
    Se não eu vou
    MORREEEEEEEEEEEER

    ResponderExcluir
  11. oii amei
    posta logo!

    XOXO

    ResponderExcluir
  12. ooiii nova seguidora euuu!
    amoo o seu blog ameiii!

    XOXO ;*

    ResponderExcluir
  13. Oie , Meu nome é Carol , sou sua leitora a um tempão , mas nunca tiver coragem de comentar nada , linda , vc lembra o nome do blog q vc pegou a historia , Dez dias de Noite ? Se lembrar me avisa , preciso muitoooo , e continua postando muito amo teu blog

    ResponderExcluir
  14. AH DEMI VAI FAZER A PEÇA AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH
    ta PERFEITO
    POSTA LOGO
    BeiJemi

    ResponderExcluir
  15. posta logoo amr *O*
    e vc poderia divulgar meu blog please? http://jemiumahistoriasemfim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Tag pra você :)
    http://jemifan-stories.blogspot.com/2012/03/tag-da-jemi-gift-of-friend.html

    ResponderExcluir
  17. Tag pra vc http://jemistaystrongandlivelife.blogspot.com/2012/03/tags.html

    ResponderExcluir
  18. Lindo! posta logo! tag para vocÊ no meu blog.
    http://jemienelenaparasempre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Tag pra você no meu blog :D

    http://jemilovesfics.blogspot.com/2012/03/chuva-de-tags.html

    ResponderExcluir
  20. Selinho pra vc no meu blog!! ;)
    http://pamjemidontforget.blogspot.com/2012/03/selinhos-divulgacao.html

    ResponderExcluir
  21. Tag pra você..

    http://sedentosdesangue.blogspot.com/2012/03/tag-da-flavia-regras-1-cada-pessoa-deve.html

    ResponderExcluir
  22. tag pra você amor
    http://forever-forever888.blogspot.com/2012/03/tag-d.html

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*