Capítulo 13


Fiquei parado olhando a folha por um tempo que pareceu não ter fim... Era a letra de musica, estava inacabada, eram só alguns rabiscos, mais eu entendia bem a letra... Fiquei impressionado.



_Não era pra você ler isso_ ela murmurou zangada puxando a folha da minha mão.

_Você escreveu?_ perguntei.

_Faz umas semanas_ ela confessou_ mais não consegui terminar... Foi só pra desabafar.

_Eu posso ouvir?_ pedi a olhando nos olhos.

_Não tem um ritmo certo_ abaixou a cabeça envergonhada_ porque mexeu nisso Joe? Que droga.



O rosto dela começou a ficar vermelho e a respiração falha... Eu a conhecia bem demais pra saber naquele momento que ela estava prestes a chorar. Eu me aproximei dela de novo, tirei a folha da sua mão e a abracei.



_Sabe_ eu murmurei em seu ouvido_ também escrevi uma música esses dias, pra tentar desabafar... Pra dizer como eu me sentia. Mais não esta completa, sempre que eu tentava terminar faltava alguma coisa.

_É? O que?_ ela perguntou manhosa, a voz falha.

_Você_ eu disse simplesmente.



Ela se desvencilhou do meu abraço pra poder me olhar, uma lágrima teimosa escapou embora estivesse evidente a força que ela fazia pra segurar. Eu segurei a sua mão, e fiz que ela sentasse na cama do meu lado, depois peguei o violão.



You kicked me out and shut the door of your heart

Você me expulsou e fechou a porta do seu coração

Now I'm lost and can not find the path

Agora estou perdido e não consigo encontrar o caminho

Which brings me back to you

Que me leva de volta a você



_Acho que foi meu jeito de... Tentar descobrir como meu sentia pra finalmente te pedir desculpas_ murmurei.

_É lindo_ ela disse com um meio sorriso.

_É porque fala de você_ eu disse e ela desviou os olhos de novo_ sabe o que é engraçado? Nós pensamos igual.

Eu pus a folha na mão dela de novo.

_Eu tentei de todas as formas achar um complemento pra minha música e sei que você deve ter feito o mesmo... Mais agora eu encontrei o que faltava... Não é musica pra um... É pra dois.

_Como assim?_ ela me olhou confusa.

_Faça assim_ pedi_ canta comigo... Eu começo e você tenta me acompanhar com as partes que escreveu.

_O que esta tentando fazer?_ ela me olhou curiosa.

_Provar pra você que fomos feitos um por outro_ eu sussurrei sorrindo.



Ela ficou quieta me olhando fixamente, então eu simplesmente comecei a tocar... Até perceber que ela estava atenta pra me acompanhar.



Joe

You kicked me out and shut the door of your heart

Você me expulsou e fechou a porta do seu coração

Now I'm lost and can not find the path

Agora estou perdido e não consigo encontrar o caminho

Which brings me back to you

Que me leva de volta a você





Ela respirou fundo uma vez, então com os olhos fixos no papel começou a cantar...



Demi

You turned my world upside down

Você virou meu mundo de cabeça pra baixo

And now I am afraid to let him in.

E agora tenho medo de deixá-lo entrar

I do not want to hurt me again

Não quero me magoar novamente



Joe

All I need is a second chance

Tudo que eu preciso é uma segunda chance

to show you how I feel

Pra mostrar a você como me sinto

Most do not know what to do you can hear me

Mais não sei o que fazer pra que você possa me escutar





Ela pareceu ficar impressionada com a forma como aquilo soava... Era perfeito, eu também fiquei.

Era engraçado como nossa sintonia era perfeita mesmo quando não fazíamos nenhum esforço pra isso. E eu sorri vendo um pequeno sorriso surgir em seu rosto... Ela completou o pedaço que faltava.



Demi

I've tried many times to let go

Já tentei tantas vezes deixar pra lá

Plus all the roads lead me back to you

Mais todos os caminhos me levam de volta a você





Eu parei de tocar ai e ela me olhou parecendo maravilhada.



_Como fez isso?_ ela questionou.

_Eu disse a você_ sorri_ você era o pedaço que faltava pra música ficar completa.

_Eu tentei achar uma melodia pra isso mais não dava certo... Você fez tão rápido e... Como sabia que dava pra juntar as duas letras? Ficou perfeito.

_Eu não fiz sozinho_ lembrei a ela_ era meio que... Uma conversa que não havia acontecido não acha?

Ela apenas sorriu concordando.

_Mais ela ainda precisa de um fim_ eu disse_ o que acha de terminarmos ela?

_Quer dizer... Compormos uma musica juntos? De novo?_ perguntou.

_É, eu quero saber com isso termina_ dei de ombros_ você não?



Ela não respondeu, ficou olhando pra mim de um jeito diferente... Eu queria fazer aquilo, compor com ela, terminar aquela música que de um jeito estranho e diferente escrevemos juntos mesmo que a distancia. Ela precisava de um refrão e mais algumas partes, mais eu tinha certeza que ficaria perfeita.



_Tudo bem então_ ela disse finalmente_ podemos tentar.

_Certo_ eu sorri satisfeito.

_Mais acho que podemos fazer isso uma outra hora certo?_ ela se levantou de repente_ por favor?

_Como você achar melhor_ concordei.

_Vamos lá pra sala_ ela chamou_ ver um filme ou... Algo do tipo.



Eu apenas concordei, ela parecia assustada, a ultima coisa que eu queria era deixá-la nervosa.

Só queria que tivesse de um jeito de fazer meu coração se aquietar... Ele estava começando a me incomodar.

Narrado pela Demi



Eu saí apressada do quarto, sendo seguida por Joe... O jeito como ele me olhava, e como aquela musica ficou me fez estremecer. Combinava perfeitamente, era realmente como se tivéssemos escrito ela juntos... E as coisas que ele dizia... Eu não sei como fazer pra me controlar perto dele... É tão difícil.



_Então o que fazemos agora?_ Joe me perguntou se sentando no sofá.

_Joe, eu tive uma ideia_ minha mãe disse_ meu marido não ta em casa e nem milhas filhas... Estamos só eu e Demi, e já que esta meio complicado de sair daqui... Porque você não dorme por aqui hoje?

_O que?_ eu a olhei de lado, meio espantada.

_Eu não quero incomodar_ Joe disse sem jeito.

_Você não incomoda querido, pelo contrário... Tenho certeza que Demi vai adorar sua presença aqui, e é bom que vocês tem mais tempo juntos e nós pensamos melhor como fazer pra você sair sem ser visto_ ela sorriu_ não é Demi?

_Você se importa se eu ficar Demi?_ Joe perguntou.



Eu fiquei parada feito uma grande pateta olhando pra cara dele, sem saber o que responder... Quer dizer, eu queria que ele ficasse pra poder passar mais tempo com ele, eu queria que agente se reaproximasse mais... Porém eu não sabia se estava realmente pronta pra isso ainda... Quer dizer, a presença dele ainda mexia muito comigo... Especialmente hoje.



_Não, eu não me importo_ sorri de lado, o mais naturalmente que pude.

_Ótimo então_ minha mãe sorriu satisfeita e depois saiu da sala.

Joe se levantou do sofá e veio até mim, segurando minha mão.

_Tudo bem se não quiser que eu fique, eu vou entender_ ele me garantiu_ posso dar um jeito de sair sem ninguém me ver.

_Mais eu quero que fique_ disse e não era mentira.

_Então porque essa carinha?_ ele perguntou acariciando meu rosto.

_Não é nada_ eu disse desviando os olhos.

_Demi_ ele murmurou sério_ pode falar o que é, sou eu.



_É só que ainda é um pouco estranho ter você aqui comigo depois de tudo... Mais eu quero que você fique Joe, quero realmente que isso dê certo... Não quer que pense que eu...

_Você quer que eu fique?_ ele me interrompeu, me fitando nos olhos.

_Sim_ concordei em um sussurro.

_É só o que e preciso saber_ ele disse_ que tal fazermos uma sujeira na cozinha da sua mãe?



Eu pensava que não sabia por que, mais era por esses pequenos gestos que eu o amava e era tão difícil esquecer... Agora eu me lembrava porque me apaixonei por ele, conviver com Joe era muito fácil, com o seu jeito divertido e carinhoso, se bem que agora ele estava diferente do Joe que conheci... Parecia mais maduro e sério, com tudo que nos aconteceu, algo bem lá no fundo mudou em nós dois.



_Parece uma boa ideia, o que vamos fazer?_ eu perguntei sorrindo.

_Eu ia dizer que agente podia pedir uma pizza... Mais deixa pra lá_ ele riu_ vamos ver o que tem na cozinha e eu lhe mostro meus dotes culinários.

_Ah sim, eu estava com saudade das suas aventuras na cozinha_ disse rindo.

_Então vamos lá.



Nós fomos até a cozinha e reviramos tudo em busca de algo bom pra comer... Minha mãe não deu as caras em nenhum momento, nos deixando aproveitar a companhia um do outro em paz, eu sabia o que ela estava fazendo... Minha mãe era incrível.

E enquanto íamos conversando eu ia me esquecendo dos meus medos, como acontecera no dia anterior... Eu deixaria pra me preocupar com meus sentimentos depois que ele fosse embora... Agora eu podia me dar ao luxo de aproveitar. Até porque com todos os repórteres na nossa cola, não teríamos muita paz.

Eu só esperava que essa nossa nova relação durasse mais do que as outras e que fossem melhor também... Estávamos sendo sinceros um com o outro, era um bom começo.

CONTINUA ...
Smiley: Obrigada pelo selinho minha flor , e eu vou ler sua história sim , so não vou poder comentar porque eu não to conseguindo comentar o blog de ninguem ... ):

6 comentários:

  1. Está muito lindo!!
    Eu adorei o capítulo! Está perfeito!
    O Joe ainda é apaixonado pela Demi né?
    Posta logo!
    Beijos*

    ResponderExcluir
  2. Nossaa ta lindoo mesmoo !!
    posta logoo !!
    BeijOos

    ResponderExcluir
  3. PERFEITO!
    Posta logo flor!
    Beijos diva ~
    ;D

    ResponderExcluir
  4. Ain que lindo !!
    O Joe ainda é gamado na Demi !! suahs
    Ta perfertio !!
    to precisndo de um adjetivo novo para poder comenta o capitulo
    Posta logo
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Selo pra ti --> http://needyounowjemi.blogspot.com/2011/07/selos-avisos-coments.html <-- Parabéns pelo blog. Amo! :D

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*