Capítulo 8 [ MARATONA ]

Eu deixei meu corpo cair pesadamente na cadeira e minha abaixei a cabeça, descansando-a em meus braços, escondendo meu rosto. Eu estava sentado em uma mesa vazia, a mesma que Demi costumava sentar sozinha. Eu corri atrás dela, mais não consegui alcançá-la... Ela fora embora da escola, mais eu não consegui sair, o desgraçado do porteiro não me permitiu passar. Agora eu estava ali sentado, de olhos fechados, me xingando mentalmente e me sentindo a criatura mais burra do planeta.


__Hey Bro, o que aconteceu?__ Liam perguntou se sentando ao meu lado__ cadê a Demi?

__Ela foi embora__ eu murmurei sem animo.

__Você não a alcançou? Qual é Joe?__ David provocou.

__Seria melhor se eu não tivesse alcançado, eu só piorei tudo__ resmunguei zangado__ agora ela saiu da escola e eu não pude ir atrás graças ao maldito porteiro.

__Como assim piorou tudo?__ Justin quis saber__ o que você fez?

Eu não sabia se deveria falar, eu corria o risco de ser zoado pelo resto da minha vida, mais eu sabia que eles não me deixariam em paz se eu não contasse. Na verdade o que eu queria agora era me enterrar em algum buraco qualquer pra ninguém me achar.

__Eu a beijei__ sussurrei quase inaudivelmente, bom... Não fora baixo o suficiente.

__O QUE?__ todos eles questionaram ao mesmo tempo, os olhos arregalados de espanto.

__Eu disse que a beijei ta legal?__ olhei pra eles irritado, já fora de controle.

__Por que... Porque você fez isso?__ Jake não conseguia entender... Nem eu.

__Eu sei lá cara, eu só queria que ela parasse de chorar... Queria que ela se sentisse melhor__ eu disse apressado, me embolando nas palavras__ foi um impulso idiota... Não sei o que me deu... Só sei que ela me olhou como se eu fosse uma assombração e saiu correndo, eu nem consegui me desculpar.

__Como... Como isso cara? Eu não entendo... Quer dizer... Que nojo__ Justin fez careta__ sabe... É a Demi... Isso é... Eca.

__Deve ter sido... Horrível__ David estremeceu ao pensar.

__Não foi horrível__ eu revirei os olhos__ foi... Estranho... Quer dizer, a Demi é minha amiga, foi como se eu tivesse beijado a minha irmã, foi... Esquisito.

Sim, foi estranho beijar a Demi... Não que tivesse sido ruim, mais era como beijar minha própria irmã, porque era isso que Demi era pra mim, uma irmã. Agora eu estava com medo do que ela estava pensando de mim, será que estaria com raiva? Será que ia me perdoar por ser um idiota total? Eu só queria que ela parasse de chorar, mais fiz tudo ficar pior. Eu conhecia a Demi bem demais pra saber que aquilo ia deixá-la chateada... Ou com raiva, eu nem sei bem... Eu só sabia que precisava falar com ela.

__Hey Joe, foi só um beijo... Vai ficar tudo bem__ Liam tentou me animar.

Eu forcei um sorriso pra ele, sem querer conversar mais e o sinal do fim do intervalo tocou... Ainda tínhamos mais três tempos de aula pela frente, e eu nunca desejei tanto assim que as aulas terminassem logo. Não prestei atenção em nenhumas das aulas que se seguiram, fiquei batendo o pé no chão impaciente, contando os segundo pro tempo passar.

Quando o fim da aula chegou, eu fui o primeiro a levantar, peguei minha mochila e a de Demi, que ela havia deixado pra trás, coloquei no ombro e sai correndo da sala, todos me olharam como se eu fosse louco, mais eu não tinha tempo pra me importar com isso. Entrei no carro e dirigi o mais rápido que consegui até em casa. Não me dei ao trabalho de guardar o carro na garagem, só entrei em casa sem olhar nem falar com ninguém, subo correndo até meu quarto, larguei as duas mochilas no chão e pulei a sacada... A porta da sacada de Demi estava fechada.

__Demi?__ eu chamei, ficando mais nervoso a cada segundo que passava.

Ela não respondeu, mais eu sabia que ela estava lá dentro, eu podia ouví-la chorando... O som que eu mais odiava nesse mundo.

__Demi, me deixa entrar, quero falar com você__ eu pedi calmamente.

__Vai embora__ ela respondeu baixo, a voz falhada pelo choro... Eu apertei com força a maçaneta da porta.

__Por favor Anjo, não faz isso__ eu implorei escorando a cabeça na porta__ vamos conversar... Eu quero me desculpar com você, por favor não faz assim.

Silêncio... Nenhum som vindo de lá de dentro... Eu já começava a ficar preocupado.

__Demi?__ chamei de novo.

__Entra__ ela sussurrou__ a porta ta aberta.

Respirei fundo uma vez, aliviado por ela me dar chance de falar e nervoso por saber como ela estava e qual era o tamanho do estrago que eu tinha feito com minha burrice. Espantei os pensamentos e entrei no quarto.



Demi Narrando



Eu estava sentada na beirada da minha cama chorando... Tinha ficado assim desde que saira correndo da escola. Eu me sentia a pior criatura do mundo naquele momento, primeiro os insultos de Ashley, que apesar de não mudarem nunca sempre me pegavam desprevenida e acertavam bem no meu ponto fraco. E depois Joe... O beijo que ele me dera no corredor. Eu sempre gostei dele, sempre que via ele com aquelas outras meninas eu desejava estar no lugar delas, desejava que ele me tocasse e me olhasse como olhava pra elas, mais quando ele finalmente me beijou eu entre em pânico. Eu nunca tinha feito aquilo, ninguém nunca me beijara o que não era uma grande surpresa, e foi incrível, mágico, uma sensação muito boa ter os lábios de Joe nos meus, foi estranho e agradável, mais foi errado... Errado por que ele não me enxerga dessa forma, ele não gosta de mim da mesma forma que gosto, eu percebi isso quando ele me largou, quando me olhou assustado e pediu desculpas.

Embora eu não soubesse o que fazer não queria que ele tivesse parado, queria ficar nos braços dele pra sempre, era agradável e simples como respirar. Mais eu era só a Demi, a menina estranha que ele sentia a obrigação de proteger do mundo. Eu não queria olhar pra ele agora, estava me sentindo idiota e envergonhada, humilhada... Mais as suplicas dele me fizeram deixá-lo entrar.

Ele entrou devagar e se sentou no chão a minha frente, olhando pro meu rosto... Eu devia estar horrível, com a cara inchada, mais quem se importava? Eu nunca fora bonita mesmo.

__Demi, me desculpa__ ele sussurrou, o seu rosto perfeito se contorcendo em uma careta de desgosto, consigo mesmo eu sabia__ eu não queria ter feto aquilo... Foi um acidente, me perdoa Demi. Sabe que eu nunca faria nada pra te magoar ou...

__Eu sei disso__ garanti o interrompendo__ não estou com raiva de você__ não era mentira, ele não tinha culpa por não me amar.

__É claro que esta, olhe pra você Demi. Esta chorando por minha causa de novo.

__Você não entende__ eu forcei um sorriso, nada convincente__ não estou zangada com você, sei que não fez por mal.

__Mais ainda assim foi idiotice minha, é que... Eu só queria que você se sentisse melhor... Estava me agoniando te ver chorando, assim como agora, eu odeio isso Demi... Odeio te ver assim.

__Eu sei, é que... Eu nunca... Eu nunca beijei ninguém Joe__ falei ficando completamente envergonhada__ eu pensei que... Que quando acontecesse seria com alguém que...

__Que você gostasse?__ ele fez careta.

__Que gostasse de mim__ eu o corrigi__ não achei que meu primeiro beijo seria com alguém que só o fez por sentir pena de mim. Eu não quero a pena de ninguém, odeio que me olhem como uma ninguém, como alguém estranha que é motivo de piadas e de pena. Eu odeio ser assim Joe, odeio profundamente isso.

Eu não agüentei, começando a chorar novamente... Eu gostava de ser inteligente, gostava se fazer às coisas do meu jeito, mais odiava que me julgassem por isso, por eu não ser o que eles esperavam... Qual era o grande problema em ser diferente? Porque era tão errado não querer ser como todo mundo?

__Desculpa Demi__ ele pediu de novo__ eu não tenho pena de você, não é isso... Você é uma pessoa incrível, só acho que alguém como você não devia chorar pelas bobagens que os outros falam... Porque você se importa tanto? Eles estão todos errados.

__Estão mesmo Joe?__ eu questionei, algumas vezes duvidava disso__ se fosse apenas uma pessoa eu até podia acreditar, mais é o mundo todo que me olha como se eu fosse de outro planeta. Se eles estão errados então porque todos riem de mim? Se estão errados então porque nenhum menino olha pra mim como você olha pra Ashley? Se eles estão errados porque eu estou aqui chorando de novo?

__Demi__ ele segurou minha mão__ um dia você vai encontrar alguém certo pra você, alguém que vai perceber como eu o quanto você é linda e especial. Eu sei que magoa, que é difícil... Ninguém gosta de ser humilhado, mais você é melhor que isso, não tem que se deixar abalar só porque eles não te entendem.

__Porque você me defende tanto?__ eu perguntei sem conseguir entender__ porque esta aqui?

Ele sorriu pra mim__ exatamente por que você é diferente dos outros, e eu adoro isso em você... Você é a menina mais inteligente que eu já vi, a mais inocente e engraçada, desastrada também. Tem um coração puro Demi, sem maldade... Sabe o quanto difícil ver isso hoje em dia por ai? Você... Você tem o sorriso mais lindo e sincero que já vi na vida, assim como os olhos doces e não julga ninguém, não me julga... Você me entende... Você é minha amiga e eu te amo, não importa o que os outros pensam, é por isso que eu estou aqui.

Eu sorri em meio às lágrimas... Não eram as palavras que eu mais desejava ouvir, mais era tão bom saber que ele gostava de mim, mesmo que de outra forma. Era tão bom saber que eu podia contar com ele não importava o que houvesse.

__Me desculpa por ter feito aquilo, não quero que isso... Mude as coisas entre nós, nem que fique um clima estranho, sei lá__ ele disse nervoso__ você é minha melhor amiga, umas das coisas mais importantes que tenho na vida e eu não quero que isso que temos mude nunca Demi... Não quero. Não quero estragar isso com minhas idiotices.

__Ta tudo bem Joe__ eu disse limpando as lágrimas__ eu perdôo você por ser um idiota.

Ele riu e o som da sua risada me fez querer rir também.

Amigos pra sempre... Não era o bastante mais eu podia viver com isso, era mais do que alguém como eu podia sonhar.

__Não deixa mais as coisas que a Ashley diz ofenderem você Demi, promete pra mim que vai ignorar? Não quero te ver chorando por causa dela, ela não merece__ dessa vez foi ele que ergueu a mão pra limpar as lágrimas que sobraram.

__Se ela é assim tão ruim, então porque ainda sai com ela Joe? Eu não te entendo__ confessei.

__Saía__ ele me corrigiu__ depois de hoje nunca mais... Cansei dela. Cansei de suas palhaças... De hoje em diante, quem te fizer chorar de novo entra na minha lista negra e vira meu inimigo mortal... Isso me inclui também. Se você derramar mais uma lágrima por minha causa eu me mato.

__Não fale besteira__ eu resmunguei.

__É sério Demi__ ele disse agora sério__ não chora por minha causa porque eu também não valho a pena.

Ele apoiou os braços na minha perna e depois a cabeça, fechando os olhos... Passei a mão por seus cabelos, olhando seu rosto preocupado.

__Esta enganado__ eu discordei dele__ você vale muito a pena Joe.

Ele tinha acabado de provar isso pra mim... Valia a pena ser amiga dele, me importar com ele, chorar por ele, pois apesar de não ser a melhor pessoa do mundo ele era alguém incrível, não era difícil perceber porque me fui me apaixonar por ele, não era só pela beleza, pelo senso de humor, ou pelo fato de ele ser o único que me via além das roupas e atitudes estranhas... Era porque ele tinha um coração enorme, com alguns defeitos concerteza, mais ainda assim incrível.

Joe Narrando



Não sei quanto tempo ficamos ali... Eu sentado no chão de olhos fechados, a cabeça em seu colo, e ela acariciando meu cabelo. Não falamos mais nada depois daquilo, e nem precisava... Eu pedira desculpas, ela aceitara, estávamos bem agora. Mais uma prova de que eu não merecia uma amiga como a Demi.

__Você esta me deixando com sono__ eu resmunguei baixinho, sem conseguir abrir os olhos.

__E você esta deixando minha perna dormente, mais eu não reclamei__ ela respondeu e eu pude ouvir a mudança em sua voz, ela estava bem outra vez, essa era minha Demi.

Nós dois rimos e com um pouco de esforço eu espantei a preguiça e me levantei... Olhei no relógio e eram duas da tarde. Eu não havia almoçado e tinha um monte de coisas pra fazer... Que droga.

__O que foi?__ ela perguntou vendo minha cara de desgosto.

__Eu estou com fome e sono, e ainda tenho que fazer o dever de casa, ir pra academia e terminar minhas composições pois temos um ensaio quarta feira e eu prometi que teria uma nova canção pra banda... E até agora só consegui um monte de versos sem sentido e uma melodia ruim... Eu não consigo compor algo bom quando estou sóbrio, isso é deprimente.

Ela riu do meu discurso__ tem comida aqui em casa, pode almoçar aqui, minha mãe fez lasanha, e você pode ir malhar tranquilo que quando voltar eu te ajudo com o dever e quanto às composições, bem... Isso você vai ter que resolver sozinho.

__Três soluções pra quatro problemas... É mais do que eu esperava conseguir__ sorri satisfeito__ obrigada.

Mais eu não agradecia só por isso... Agradecia por ela me perdoar mais uma vez. Eu cheguei mais perto dela e abracei sorrindo, ela sorriu também, retribuindo meu abraço e naquele minuto eu tive certeza que estava tudo bem.

__Joe__ ela chamou e eu me afastei pra olhá-la__ você precisa... De um banho... Urgente.

Eu fechei a cara__ da um desconto né, hoje não foi meu melhor dia e correr atrás de você não ajudou.

__Só achei que deveria avisar__ ela disse rindo.

Bom, depois disso eu fui mesmo tomar um banho, eu realmente estava precisando... Depois almocei, a lasanha da mãe da Demis era simplesmente incrível. E em seguida fui pra academia como fazia toda semana, fui me sentindo mais leve, sabendo que tudo estava bem, eu faria o possível pra que continuasse assim.

CONTINUA ...
Entao vamos fazer uma maratona agora?

2 comentários:

  1. BrunaJemi_LovatoJonas16 de dezembro de 2011 14:47

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *_* Vou ficar hj o dia todo na frente desse pc, esperando vc postar ! :D Beijemiiis Ta PERFEITOOOOOOOOO <3

    ResponderExcluir
  2. Sim sim sim , faz maratona hihihi pf !
    eu ia ficar mt mt feliz !
    mt perfeito *--*

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*