Capítulo 1

Mais um dia comum em Los Angeles... Pessoas acordando cedo pra ir trabalhar, levar seus filhos na escola, cuidar de suas vidas.


Comigo não é diferente... São seis da manhã e como todos os dias eu me levanto pra me arrumar e encarar mais um dia de aula no colegial. Tomei meu banho, e vesti o uniforme padrão da escola... Saia de pregas preta com um suspensório, blusa branca de mangas, sapatilha e meia branca na altura do joelho. Prendi meu cabelo num rabo de cavalo desajeitado, ajeitei meus óculos de grau__ eu definitivamente não enxergo bem sem eles__ e então estava pronta.

Não parei pra me olhar no espelho... Eu não gostava de olhar, não antes de sair de casa, pois sabia que ia acabar mudando de ideia. Se você fosse tão patética quanto eu também teria vergonha de sair de casa... Mais eu era assim mesmo. Nenhuma rainha da beleza, ou modelo gostosona... Só a nerd que tira dez em todas as matérias e não tem amigos. Bem, eu não me importo com isso... Pode parecer estranho, mais eu gosto de quem eu sou... Pelo menos quando estou sozinha.

__Bom dia filha__ minha mãe me comprimentou quando entrei na cozinha.

__Bom dia mãe__ sorri e lhe dei um beijo na bochecha_ papai já foi trabalhar?

__Foi sim querida__ ela afirmou_ e você acordou cedo hoje.

__Tenho uma prova difícil de física hoje__ dei de ombros__ queria ir mais cedo pra estudar.

__Ah tudo bem, sei que você vai tirar de letra__ ela apertou minha bochecha... Era trágico, mais eu ainda era a filinha da mamãe.

__Se quiser que eu leve a Mad hoje vai ter que apressá-la__ avisei.

__Ah tudo bem filha, eu levo ela hoje, não se preocupe.



Madison, ou Mad como todos chamávamos era minha irmã caçula, sete anos, uma fofa... Porém muito irritante às vezes. A escola dela ficava bem perto da minha e eu a levava comigo todos os dias. Eu era meio que a babá dela já que minha mãe e meu pai viviam trabalhando... Ela às vezes até me chamava de mãe.

__Querida, você pode passar no mercado pra mim quando voltar da escola?__ ela pediu_ estou precisando de alguns ingredientes pro bolo de aniversário do seu pai.

__Ah pode deixar mãe, é só me dizer o que falta e dar o dinheiro_ papai ia fazer aniversário amanhã, 50 anos... Minha mãe queria fazer uma surpresa pra ele embora ele tivesse dito que não queria absolutamente nada. Mamãe nunca ouvia.

__Eu vou surpreendê-lo esse ano__ ela me disse sorridente.

__Aposto que vai__ afirmei.

Mamãe e seus presentes eram sempre uma surpresa... Acredita que no ano passado ela me deu uma boneca de presente? Isso porque foi meu aniversário de dezessete anos. Ela era é uma mulher amável... Mais não sabia dar presentes__ fato.

__Bom mãe, eu vou indo__ me levantei rapidamente__ quero revisar uma parte da matéria que fiquei com duvida.

__Vai lá querida, boa sorte__ ela me deu um beijo na bochecha.

__Obrigada__ sorri pra ela.

Ela me deu o dinheiro e uma lista das coisas que querida do supermercado, eu joguei tudo de qualquer jeito dentro da mochila enquanto saia de casa e como era de se esperar já que não estava prestando atenção acabei tropeçando e caindo de bunda, e minhas coisas se espalharam no asfalto. Eu tinha esse pequeno problema de coordenação motora, e sempre achava algo em que tropeçar, mesmo em uma superfície perfeitamente lisa e estável. Eu vivia quebrando as coisas por ai... Patético.

__Ótimo Demi__ resmunguei sozinha enquanto recolhia minhas coisas, ainda sentada no chão__ tem como você ser mais estúpida? Ah eu acho que isso é impossível.


Ah, eu acho que não comentei mais também costumava falar sozinha de vez em quando... Ficariam surpresos com a quantidade de manias irritantes que eu tinha. Eu era realmente muito estranha.

__Demi__ ouvi alguém me chamar.

Ótimo, revirei os olhos, eu não precisei olhar pra trás pra saber quem era... Era Joe, meu melhor amigo e meu vizinho, sua casa era bem do lado da minha e agente se conhecia desde criança. Ele era o único amigo de verdade que eu tinha, ele não se importava com meu jeito todo estranho de ser... E tudo que eu precisava agora era que ele me visse caída no chão feito uma pateta... Perfeito.

__Não vai embora__ ele pediu__ quero falar com você.

Eu não ia a lugar nenhum tão cedo de qualquer jeito... Além de desastrada eu era lerda também. Fiquei sentada recolhendo minhas coisas até ouvir a porta da casa dele se abrir e passos na minha direção, então ele estava se abaixando na minha frente e me ajudando a recolher minhas coisas.

__Bom dia Demi__ ele sorriu pra mim.

_Não tão bom assim__ fiz careta__ minha bunda ta doendo.

Ele riu, uma risada agradável e eu olhei pra cima pra fitar seu rosto.

Ele estava meio descabelado, com cara de quem acabara de acordar... Estava usando apenas um short, sem camisa nenhuma, deixando seu peitoral musculoso e perfeitamente definido a mostra. Ele malhava pelo menos duas vezes por semana e parecia mais um Deus grego que um ser humano, mais isso não vinha ao caso agora... Só sei que toda vez que estava junto dele e que ele olhava pra mim eu sentia meu coração disparar no peito e ficava cheia de vergonha... Eu era tão patética.



__Sempre desastrada não é?__ ele brincou me entregando meu livro de física.

__Eu não sou desastrada__ fiz bico__ são as coisas que fazem um complô contra mim... Adoram me ver no chão.

__Claro__ ele continuou rindo__ porque acordou tão cedo? Não ia esperar minha carona hoje?

__Vou mais cedo pra escola pra estudar__ expliquei__ a prova de física vai estar bem difícil.

__Ah nem me lembre disso__ ele fez careta__ eu tentei estudar, mais depois de meia hora cai no sono com a cara nos livros, aquilo é muito chato. Queria saber se você não podia me dar uma ajuda.

__Não vou te dar cola__ avisei sorrindo.

__Eu nunca pediria isso__ ele se fez de inocente__ a menos que fosse funcionar é claro... Mais na verdade eu ia perguntar se você não podia me explicar algumas coisas, só pra eu não zerar na prova, porque nota boa nem pensar.

__Você esta querendo aprender física agora?__ fiz careta__ temos quarenta minutos antes da prova.

__É suficiente, eu sou esperto__ sorriu contente.

__Não é o que o seu boletim do bimestre passado diz__ eu zombei.

__Não vale__ ele fez bico__ aquela vaca daquela professora não vai com a minha cara.

Eu finalmente terminei de juntar todas as minhas coisas e Joe me ajudou a levantar... Ajeitei minha saia que ficara toda suja de terra, e ainda consegui ralar a parte de trás da minha perna... Eu sou demais.

__Você podia ficar e me explicar enquanto eu me arrumo__ ele pediu.

__Mais eu tenho que estudar__ o lembrei.

__Vai estudar enquanto me explica__ ele disse__ vamos por favor... Eu te levo na escola, vai chegar bem mais rápido.



__Eu devia deixar você se dar mal, não estudou porque é preguiçoso__ acusei.

__Não, foi porque eu tenho coisas melhores pra fazer__ argumentou.

__Tipo o que?__ perguntei cruzando os braços.

__Érr... Dormir?__ franziu o cenho.

__Jonas, Jonas__ eu sacudi a cabeça o repreendendo.

__Vai, me ajuda__ abriu seu lindo sorriso sedutor que sempre fazia eu me derreter por completo.

__Eu por acaso tenho alguma escolha?__ revirei os olhos.

__Não__ ele concordou__ você é um anjo.

Ele deu um beijo na minha bochecha e então segurou minha mão, me arrastando com ele pra dentro de casa... Joe sempre pedia minha ajuda pra estudar, sem querer me gabar mais só havia dez no meu boletim, nenhuma nota menor que essa... E eu não conseguia dizer não pra ele... Sempre me ganhava com aquele sorriso sedutor, o olhar penetrante... E o apelido carinhoso... Anjo.


Joe Narrando





Ainda tínhamos alguns minutos antes da aula começar, então arrastei Demi pra dentro de casa comigo... Sempre que precisava de ajuda com os deveres ela estava lá pra me socorrer, e ninguém melhor que ela pra conseguir enfiar física na minha cabeça. Ela tinha um jeito paciente e doce de explicar aquele monte de números que fazia parecer fácil... Ela era incrível.

Eu a levei até meu quarto e a deixei sentada na cama enquanto escovava os dentes.

__O que foi que você não entendeu Joe?__ ela perguntou.

__Hum, me deixa ver... Tudo__ fiz careta, a boca toda suja de pasta de dente e ela riu da minha cara.

__Jura que não entendeu nada?__ ela parecia não acreditar_ assim fica difícil.

__Vamos, eu nasci pra cantar, não pra fazer contas__ dei de ombros.

Ela sacudiu a cabeça me reprovando... Eu tinha uma banda com meus amigos, nos reuníamos sempre que podíamos pra tocar. Começou como um hobbie que tínhamos em comum, agora agente levava a sério... Demi adorava ouvir agente cantar, embora não gostasse que eu deixasse de estudar por isso... Às vezes ela parecia minha mãe.

__Você ao menos sabe as fórmulas que precisa pra fazer as contas?__ ela perguntou__ se você souber isso pode pelo menos desenvolver uma questão que não precise de interpretação. Você sabe fazer contas né?__ brincou.

__Isso eu sei__ sorri satisfeito__ anota num papel pra mim e ta tudo certo.



Enquanto ela anotava as tais “fórmulas” que eu não fazia ideia do que eram, fui trocar de roupa e colocar a droga do uniforme da escola... Eu odiava aquilo. Uma calça preta com suspensório__ que eu deixava caído, pois achava ridículo__ sapato também na cor preta__ que eu substituía descaradamente por um all star sujo e acabado que era a minha cara__ e blusa branca de mangas__ que eu deixava alguns botões abertos, e dobrava as mangas__ Aquilo era roupa de nerd e eu não era nerd... Longe disso.

__Pronto__ Demi disse__ você não vai conseguir muito só com isso, mais da pra tentar.

__Obrigada Demi.

Eu sai do banheiro e ela estava em pé no meio do quarto olhando pras paredes a minha espera... Demi era completamente diferente de qualquer outra garota que já vi na vida e ela se destacava na escola, só não de um jeito bom... As pessoas gostavam de criticá-la e isso me irritava. A saia de pregas dela que as meninas usavam bem curtas__ quase mostrando o útero__ era na altura do joelho e com as meias compridas não se via nada das suas pernas. A blusa branca de mangas era fechada até o ultimo botão e ela não arregaçava as mangas como todos, estava sempre coberta, escondida. O cabelo estava sempre preso num rabo de cavalo... Nunca solto, em nenhuma ocasião, eu já nem lembrava mais como era seu cabelo solto. E é claro os óculos de grau enormes que escondiam seu rosto, e ela também não usava maquiagem.

As pessoas a achavam estranha... Mais eu gostava do jeito diferente dela, sempre certinha, com seu próprio tempo pra tudo, ela me entendia e era alguém fácil de conversar. Não seguia a moda de ninguém, se vestindo de seu jeito e era mais inteligente que toda aquela escola junta... Éramos o oposto um do outro... E mesmo assim éramos melhores amigos.

Ninguém entendia porque eu era amigo dela... O problema é que nenhum deles a conhecia como eu. Eu podia ver além da Demi nerd e tímida... Tinha a menina alegre extrovertida que gostava de ser feliz e sorrir. Alguém linda do seu jeito. Ela era minha protegida.


__Podemos ir?_ ela perguntou meio impaciente__ ainda quero revisar umas coisas.

__Você não cansa de estudar?__ perguntei pondo a mochila nas costas.

__Não__ ela deu de ombros__ é a única coisa que eu faço direito.

__Isso não é verdade__ protestei__ você é boa em muitas coisas... Na verdade é boa em tudo que faz... Isso me irrita.

__Que seja__ ela revirou os olhos__ temos que ir... Por favor.

__Ok, ok dona apressadinha__ mostrei a língua a ela, quando estava do lado eu liberava o meu lado criança.

Ela saiu primeiro que eu, descendo as escadas às pressas, porém segurando no corrimão... Ela tinha um problema de coordenação motora e costumava tropeçar em tudo... Era engraçado. Nos despedimos dos meus pais e da minha irmã chata que ia matar aula hoje pois estava doente e entramos no meu carro... Uma BMW preta que ganhei no meu ultimo aniversário. E então fomos pra escola.

CONTINUA ...

15 comentários:

  1. Liiiiiindo *-*, posta outro hoje, por favor *-*

    ResponderExcluir
  2. Amei Amei Amei !
    POSTA LOGO ! Tenta postar hj !

    ResponderExcluir
  3. MAIS PERFEITO IMPOSSIVEL! Que coisa mais fofa esse Joe, totalmente diferente da Demi e mesmo assim é melhor amigo dela e fico imaginando... Mesmo com essa roupa a Demi é linda! Que coisa perfeita esses dois *-* Amizade mais linda do mundo, essa fic vai ser perfeita! Posta logo, Beijemi. :*
    Isabella (:

    ResponderExcluir
  4. MAIS PERFEITO IMPOSSIVEL! Que coisa mais fofa esse Joe, totalmente diferente da Demi e mesmo assim é melhor amigo dela e fico imaginando... Mesmo com essa roupa a Demi é linda! Que coisa perfeita esses dois *-* Amizade mais linda do mundo, essa fic vai ser perfeita! Posta logo, Beijemi. :*
    Isabella (:

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAA ta perfeito eu amei sérioo! posta logo bjs!

    ResponderExcluir
  6. BrunaJemi_LovatoJonas17 de novembro de 2011 21:05

    OMG! Ta PERFEITOOOOO! Por favor, posta hoje ou faz uma maratona.. kkkk :D Ta MTO lindo!!!! **_** Beijemis AMEI! <3 <3

    ResponderExcluir
  7. posta :)
    uma pergunta a Demi no decorrer da hist vai se "transformar" tipo a novela a Bela a Feia ~antiga~
    #MAROTONA

    ResponderExcluir
  8. faiz maratona POR FAVOR E POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  9. Me responde como vc consegue fazer essas historias perfeita???Ta linda mesmo ....parabens ... #maratona

    ResponderExcluir
  10. já estou vendo que essa historia vai ser demais. amei o primeiro capitulo. posta logo.

    ResponderExcluir
  11. Divulga o meu blog? http://learningtoloveyou-jemiforever.blogspot.com/

    Obrigada (:


    POSTA LOGO, beijos.

    ResponderExcluir
  12. Own..Que perfeinho...O Joe Vê alem das roupas,como ele é fofo...
    Posta Logo

    ResponderExcluir
  13. Voce poderia termina de posta essa fic pfv

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*